Estreia de Loki faz Disney+ promover mudança no serviço de streaming

Bom resultado da nova série da Marvel pode ter feito a Disney rever tradição.

Estreia de Loki faz Disney+ promover mudança no serviço de streaming

Após a estreia da série Loki, no último dia 9 de junho, a Disney+ decidiu alterar a data de estreia de novas séries originais na plataforma.

Tradicionalmente, o serviço de streaming da Disney lançava novos conteúdos todas as sextas-feiras.

A exceção foi Loki, que foi lançado numa quarta-feira.

Aparentemente, a nova série da Marvel teve bons resultados, o que fez a empresa do Mickey promover a mudança.

VEJA TAMBÉM:

–> TV paga da Vivo ganha acesso ao Disney+

–> Disney+ chega em Smart TVs da Samsung

–> Para enfrentar Netflix e Disney+, AT&T anuncia fusão bilionária

A partir de julho, todas as séries originais do Disney+ (com exceção de Loki), incluindo as animadas, serão lançadas nas quartas-feiras.

Isso inclui séries como “Monstros no Trabalho”, “Uma Dupla Quase Perfeita”, “Behind The Attraction”, “Tico e Teco”, “Turning the Tables with Robin Roberts”, “O Mundo Maravilhoso de Mickey Mouse”, “Growing Up Animal” e “Short Circuit”.

Já os filmes originais do Disney+ continuarão a ser lançados nas sextas-feiras, como já vem acontecendo.

Crescimento do Disney Plus

Lançado oficialmente nos Estados Unidos em novembro de 2019 e no Brasil em novembro de 2020, o Disney+ tem experimentado um rápido crescimento.

Até abril de 2021, o serviço já contabilizava 103,6 milhões de usuários em todo o mundo.

Somente no primeiro trimestre deste ano, o Disney+ conquistou 8,7 milhões de novos assinantes, contra 4 milhões da rival Netflix.

Em cerca de 19 meses de operação, o Disney+ já se aproxima de metade da base de assinantes da Netflix, que em março somava 207,6 milhões de clientes.

Produções como “The Mandalorian” e “WandaVisiona”, assim como a pandemia da Covid-19, ajudaram a impulsionar o rápido crescimento de assinantes do Disney+.

Entretanto, nos próximos meses, é esperado que ocorra uma desaceleração no crescimento das plataformas de streaming de forma geral, conforme a vacinação contra o novo coronavírus no mundo avança, e as pessoas passam a contar com o retorno de outros eventos de entretenimento presencial.

Segundo Bob Chapek, CEO da Disney, e Christine McCarthy, diretora financeira da empresa de mídia, a estimativa é que o Disney Plus alcançe entre 230 milhões e 260 milhões de clientes até o final de 2024.

Com informações de Variety.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários