Acelerou? Claro leva fibra óptica para mais uma região

Operadora finalmente parece estar criando fôlego para acompanhar a expansão das concorrentes; conheça a nova cidade de cobertura.

Campanha da banda larga da Claro
Imagem: Site da Claro

Será que a Claro finalmente vai acelerar a expansão da sua fibra óptica? Após levar a conexão para Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, a operadora aterrissou em uma nova região.

Trata-se de Itupeva, no estado de São Paulo. Moradores da localidade já podem contratar conexões de até 500 Mbps.

Junto ao serviço, há também a disponibilidade de TV por assinatura e telefonia VoIP. Esse último integrado às conexões de fibra.

A cobertura ainda não é para toda a região de Itupeva, mas a ideia é ‘fibrar’ a cidade inteira até o final do mês de julho.

VEJA TAMBÉM:

–> Claro aumenta investimentos em fibra ótica
 
–> Qual operadora oferece as maiores velocidades de upload?

–> Anatel obriga Claro, TIM e Vivo a desenvolverem fibra óptica

Para a venda de pacotes, a equipe de vendas estará presente em caminhão adaptado, que será estacionado na Praça São Paulo.

Funcionários estarão devidamente uniformizados e com crachá, é importante estar atendo ao detalhe para não cair em golpes.

Muito presente nas capitais, a Claro ainda é mais lenta com a expansão e desenvolvimento da sua rede de fibra Brasil afora.

Ao menos no comparativo com as concorrentes Vivo, Oi e até mesmo a TIM.

Essa última tem uma baixa fatia de mercado, mas já adentrou na estratégia das ‘redes neutras’ para expandir a presença do seu produto de banda larga.

Por sinal, o fenômeno das redes neutras foi uma estratégia adotada pelas teles para conseguir crescer no mercado de fibra.

Todas buscaram parceiros comerciais para desenvolver a rede, ou seja, ofertaram o controle acionário das empresas criadas para a infraestrutura.

A estratégia é já estar ‘ancorada’ como cliente principal dessas companhias. Algumas, como a Vivo, negociaram até mesmo exclusiva na captação de clientes em novas regiões.

Mas, no caso da Claro, criar uma empresa de ‘rede neutra’ é uma estratégia descartada.

Segundo decretou a própria operadora, a expansão será nos moldes tradicionais. Resta saber se vai acompanhar o acelerado ritmo de concorrentes como Oi e Vivo ou não.

Com informações de Jornal da Região

About Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
8 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários