Anatel faz a maior apreensão de produtos piratas da história

Na lista de itens ilegais estão aparelhos do tipo ‘TV Box’ e decodificadores de TV por assinatura.

Anatel faz a maior apreensão de produtos piratas da história

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) anunciou que apreendeu cerca de 600 mil produtos piratas de telecomunicações que seriam comercializados no mercado brasileiro.

O montante foi registrado somente no primeiro trimestre de 2021, um recorde na história da agência.

Em 2020, por exemplo, foram 542 mil produtos apreendidos ao longo de todo o ano.

Na lista de produtos retidos estão carregadores e baterias de celular (346 mil unidades), modems e outros equipamentos similares (156 mil), aparelhos do tipo “TV Box” (72 mil) e desbloqueadores de TV por assinatura (20 mil).

VEJA TAMBÉM:

–> Operação derruba 120 mil aparelhos de IPTV pirata (a nova Gatonet)

–> Usuários brasileiros de torrent voltam a receber cartas de cobrança

–> Coalizão internacional promove combate coordenado contra serviços de IPTV pirata

A operação faz parte do do Plano de Ação de Combate à Pirataria (PACP) da Anatel e corre em parceria com a Receita Federal do Brasil (RFB).

Este é o quarto ano do PACP.

Segundo o superintendente de fiscalização da agência, Wilson Wellish, somente em uma ação de fevereiro deste ano a Anatel e a Receita Federal apreenderam 290 mil carregadores de celulares não homologados.

“Os números obtidos com o PACP são bem expressivos. Cada vez mais, buscaremos inovar e dar maior efetividade nas ações de fiscalização”, afirmou Wellish.

Nesta semana, a Receita já havia destruído 97 mil aparelhos TV Box piratas que seriam comercializados por milícias do Rio de Janeiro.

A agência explica que a homologação de produtos pela Anatel garante que o consumidor utilizará equipamentos de qualidade, seguros e que estejam de acordo com a legislação brasileira.

Além disso, os produtos homologados contam com garantia e assistência técnica no caso de defeito.

A Anatel também afirma que os produtos piratas retidos podem retornar ao mercado, caso sejam aprovados nos processos de certificação e homologação da agência.

Com informações de Assessoria de Imprensa Anatel.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários