InícioEconomia e NegóciosMegatelecom compra Evo Telecom com foco no mercado corporativo

Megatelecom compra Evo Telecom com foco no mercado corporativo

Empresa ainda pretende adquirir até dez provedores de pequeno porte.

Megatelecom compra Evo Telecom com foco no mercado corporativo

A empresa Megatelecom, com sede em Barueri/SP, acaba de anunciar que adquiriu a Migtel Telecomunicações, que atua no mercado sob a marca Evo Telecom.

A transação ocorreu por meio da controladora Dialdata Telecomunicações, mas os valores do negócio não foram revelados.


Recentemente, a Megatelecom havia afirmado que pretendia investir até o início deste segundo trimestre a quantia de R$ 15 milhões para cumprir metas de negócios.

Além da Evo Telecom, a companhia espera incorporar entre cinco e dez provedores de pequeno porte que apresentam receitas anuais entre R$ 20 milhões e R$ 50 milhões.

VIU ISSO?

–> EB Fibra anuncia interesse em abrir o capital na Bolsa de Valores

–> Oi aceita oferta de R$ 13 bilhões do Grupo BTG Pactual pela InfraCo

–> Oi marca assembleia para discutir incorporação da Telemar e BTCM

A Megatelecom tem como foco estratégico atender o mercado de médias e pequenas empresas (MPEs), além de aumentar o número de edificações que possuem a infraestrutura do provedor.

De acordo com Carlos Eduardo Sedeh, CEO da Megatelecom, as próximas aquisições devem acontecer no estado de São Paulo.

O interesse é por provedores regionais que contam com rede de fibra óptica própria e base de clientes sólida e pulverizada.

“Nosso objetivo é encontrar boas empresas e utilizar nossa experiência no mercado de Telecomunicações e Tecnologia para levar as soluções da Megatelecom aos seus clientes”, explicou Sedeh.

Atualmente, o mercado de banda larga por fibra é dominado pelos pequenos provedores em 76% das cidades brasileiras.

Com o lançamento das empresas de fibra neutra, como a InfraCo, da Oi, FiberCo, da TIM e Fibrasil, da Vivo, além da chegada do 5G, o mercado de infraestrutura tende a se tornar mais aquecido.

As fusões de provedores regionais também estão ficando cada vez mais comuns, o que ajuda na ampliação de investimentos na implantação de infraestrutura, promove novos produtos, melhora a qualidade dos serviços, além de aumentar a competitividade no setor de internet fixa.

Com informações de Telesíntese.

Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários