InícioTecnologiaXiaomi quer começar a fazer ‘carros elétricos’

Xiaomi quer começar a fazer ‘carros elétricos’

Ao que tudo indica, as fabricantes de smartphones planejam disputar um outro mercado nos próximos anos.

Produtos tecnológicos da XIaomi
Imagem: Divulgação Xiaomi

A informação que ‘abalou’ o mercado de tecnologia nas últimas horas, assim como o de carros, é que a Xiaomi planeja fabricar automóveis elétricos, segundo três fontes ligadas diretamente ao assunto. A fábrica utilizada seria a da Great Wall Motor Co Ltd.

No entanto, a chinesa preferiu ficar em silêncio sobre o assunto, enquanto a empresa responsável pela fabricação alegou que a parceria ainda não havia sido discutida. A informação, mesmo que ainda não oficializada, elevou as ações da Xiaomi em 6,3% depois que o plano foi divulgado.


Trata-se de uma marca chinesa que ganha, aos poucos, relevância na venda de smartphones e outros eletrônicos mundo afora. No Brasil, os dispositivos fabricados pela Xiaomi conquistaram inúmeros fãs, que até mesmo trocaram as badaladas Apple e Samsung pela nova aposta do mercado.

As fontes anônimas responsáveis pelo “furo” afirmaram que a empresa negocia com fábricas da China para iniciar a produção dos carros elétricos. A ideia é que os produtos sejam direcionados para a massa, em acordo com o posicionamento que já adota em seus produtos.

VIU ISSO?

–> Juiz dos EUA remove sanções impostas à chinesa Xiaomi

–> Vivo oferece desconto de R$ 1.620 na compra de patinete elétrico

–> Huawei anuncia novo smartphone com suporte ao 5G

Se o projeto seguir, a companhia poderá ter a Apple, Huawei e Baidu Inc, como concorrentes, empresas que já confirmaram ou sinalizaram interessa em entrar no mercado dos carros elétricos.

Por sinal, é um plano que surge justamente no momento em que a Xiaomi manifesta o desejo de diversificar suas receitas. Ou seja, garantir lucros e resultados além do mercado de smartphones, no qual a empresa conseguiu se posicionar como uma das maiores fabricantes do mundo.

Os carros elétricos já são uma realidade no mundo e podem se tornar ainda mais necessários, já que geram menos danos ao meio ambiente.

Entretanto, os valores ainda são inacessíveis para boa parte da população. Talvez esse seja o grande desafio para as empresas que estão prestes a entrar no mercado de veículos elétricos.

Com informações de Reuters

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop. E-mail: [email protected]
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários