Serviços de streaming possuem 1,1 bilhão de assinantes no mundo, diz MPA

Números são de um relatório da entidade que representa a indústria cinematográfica dos EUA.

Logotipos de diversas plataformas de streaming em um fundo branco.
Imagem ilustrativa.

Um relatório anual, divulgado pela Motion Pictures Association (MPA), aponta que os serviços de streaming ultrapassaram a marca de 1 bilhão de assinaturas.

O estudo da MPA, que representa a indústria cinematográfica dos Estados Unidos, revela que as plataformas possuem, em conjunto, 1,1 bilhão de assinantes, no total, espalhados por todo o mundo.

Além disso, por causa da pandemia de Covid-19, o levantamento mostra uma grande queda das receitas de bilheteria dos cinemas, que ficaram tiveram que permanecer fechados por um longo período de tempo, como medida de prevenção contra o novo coronavírus.

O prejuízo foi de, aproximadamente, US$ 30,5 bilhões. Isso porque, no ano passado, as vendas de ingressos pelo mundo atingiram a marca de US$ 12 bilhões, sendo que US$ 2,2 desse total, representa apenas o que foi arrecadado pelos cinemas norte-americanos.

VIU ISSO?

–> Disney planeja outro serviço de streaming para 2021

–> CNN Brasil terá serviço de streaming gratuito

–> Clientes da Casas Bahia ganham 3 meses grátis no Paramount+

Em termos de comparação, em 2019, quando os cinemas ainda não tinha sido afetados pela pandemia, a arrecadação foi de US$ 42,5 bilhões. Desse total, US$ 11,4 bilhões vieram da América do Norte.

Se comparamos os anos de 2019 e 2020, a queda de arrecadação das bilheterias em todo o mundo foi de 72%.

Em contrapartida, o crescimento do entretenimento digital doméstico, no ano passado, foi de 23%, com um faturamento de US$ 68,8 bilhões, compensando o baixo desempenho das bilheterias de cinemas.

Apenas nos Estados Unidos, os serviços de streaming tiveram um crescimento de 32% nas assinaturas, se comparado a 2019, atingindo a marca de 308,6 milhões de assinantes, somente no país norte-americano.

Outro dado interessante do relatório é que mais de 85% das crianças e mais de 55% dos adultos, assistiram aos filmes e programas de TV por meio de dispositivos móveis.

Ainda de acordo com a MPA, a Classification and Rating Administration, entidade responsável pela classificação etária das produções cinematográficas, avaliou mais filmes em 2020, do que em 2019, foram 497 obras classificadas contra 488, respectivamente.

Com informações de Terra.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários