Bolsonaro desmente liberação da Huawei para ter acesso à vacina

‘Nada acertado ainda’, disse o presidente da República neste fim de semana.

Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Neste sábado, 30, o presidente da República, Jair Bolsonaro, desmentiu rumores que circulavam na imprensa de que o governo brasileiro estaria negociando com a China a liberação da Huawei em troca de insumos chineses para a produção da vacina Coronavac.

“Não tem nada acertado sobre o 5G ainda”, afirmou Bolsonaro em entrevista.

O presidente lembrou que o ministro das Comunicações, Fábio Faria, fará uma viagem nos próximos dias para visitar vários países para discutir qual é a melhor proposta que pode atender o país.

“Vamos conversar com todo mundo. Precipita-se quem acha que eu estou negociando o 5G com quem quer que seja em troca disso ou daquilo. Não existe negociação”, completou Bolsonaro.

VIU ISSO?

–> Vacina pode facilitar atuação da Huawei no 5G brasileiro

–> Michel Temer é contratado pela Huawei

–> Biden pretende manter política de banimento da Huawei

Em várias ocasiões, Faria afirmou que a decisão final sobre a liberação ou veto da Huawei será apenas de Bolsonaro. O próprio presidente já endossou essa fala.

Entretanto, fontes de dentro do governo têm informado à imprensa nos últimos dias que Bolsonaro estuda liberar a fabricante chinesa no país, por conta do distanciamento ideológico com o governo norte-americano de Joe Biden, assim como a necessidade do país de insumos chineses para a produção da vacina contra a Covid-19.

Com informações de Teletime.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários