Huawei é banida no Reino Unido

Operadoras têm até 2027 para remover produtos da fabricante chinesa de suas redes 5G.

Nesta terça-feira, 14, o governo britânico anunciou oficialmente a proibição do uso de produtos da Huawei nas redes 5G do Reino Unido. A partir de agora, as empresas de telecomunicações locais deverão suspender a compra de novos equipamentos da fabricante chinesa e remover os já instalados até 2027.

O banimento é exclusivo para a tecnologia 5G e não inclui as redes 2G, 3G, 4G ou infraestrutura de banda larga fixa. A Huawei também poderá continuar a vender smartphones ou tablets em solo britânico.


Com a medida, estima-se que a expansão na rede 5G no Reino Unido terá um atraso de até 3 anos e custará 2 bilhões de libras (R$ 13,56 bilhões na cotação atual).

Em janeiro deste ano, o governo britânico havia permitido a possibilidade da Huawei participar da implantação da rede 5G, porém de forma limitada.

A mudança de opinião foi motivada pelas sanções dos EUA contra a China, sobre a tecnologia de chips. Oliver Dowden, ministro da Cultura e do Setor Digital, confirmou que a medida afetaria a capacidade da Huawei se manter como uma fornecedora confiável no futuro.

Em junho, o primeiro-ministro Boris Johnson já havia dito que pretendia proteger a infraestrutura crítica de “fornecedores estatais hostis”.

VIU ISSO?

–> Operadoras britânicas são contrárias ao banimento da Huawei

–> Huawei não é convidada para licitação de equipamentos 5G da TIM

–> Decisão final sobre 5G será de Bolsonaro, diz Fabio Faria

Além do Reino Unido e dos Estados Unidos, a República Tcheca, Polônia, Suécia, Estônia, Romênia, Dinamarca, Letônia e, mais recentemente Grécia, já anunciaram que pretendem banir a fabricante chinesa em suas infraestruturas de telecomunicações.

Apesar do lobby americano, ainda não há uma definição do governo brasileiro quanto a um possível banimento da Huawei das redes 5G do país.

Com informações de G1.

COMPARTILHAR EM:

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários