InícioNotíciasOi cria app em menos de 48h para acompanhar saúde de colaboradores

Oi cria app em menos de 48h para acompanhar saúde de colaboradores

Plataforma recebe relatos, oferece atendimento remoto, entre outras funções; conheça.

Comercial da Oi. Imagem: Reprodução YouTube
Comercial da Oi. Imagem: Reprodução YouTube

Nada como a tecnologia para acompanhar, informar e atender os colaboradores que garantem serviços essenciais de telecomunicações para todos os brasileiros. Por essa lógica, a Oi desenvolveu uma solução via site e aplicativo para auxiliar mais de 14 mil trabalhadores de norte a sul na mudança de rotina e ações preventivas ao novo coronavírus.

Exclusivo para os colaboradores da tele, o sistema já recebeu mais de 62 mil mensagens e disponibiliza teleatendimento com médicos e psicólogos para concentrar os cuidados da empresa na saúde dos funcionários.


O aplicativo foi desenvolvido em menos de 48h. A observação do avanço da pandemia no mundo permitiu que a empresa preparasse um plano central para a segurança dos trabalhadores, que são o principal ativo da marca, de acordo com Marcos Mendes, diretor de Gente e Gestão da Oi.

VIU ISSO?

–> Oi ganha nova avaliação positiva

–> Oi oferta plano pré-pago mensal com 8GB por R$ 25

–> Fibra da Oi já compensa parcialmente queda no cobre

Os dados colhidos a partir deste e dos outros canais diretos de atendimento ao colaborador seguem os protocolos das autoridades sanitárias e foram criados no início do isolamento social, gerando informações acompanhadas diariamente em dashboard com visão aplicada de BI pelo time de combate ao coronavírus da Oi”, destaca a empresa em comunicado.

A tecnologia também é uma aliada em outros processos da companhia para lidar com os impactos e mudanças gerados pela pandemia do COVID-19. Palestras online, soluções personalizadas para esclarecimento de dúvidas e outras ferramentas auxiliam os trabalhadores que atuam via home office.

Para as lojas, que foram fechadas no momento atual, houve uma negociação direta com os Sindicatos para a aplicação de férias coletivas e suspensão do contrato de trabalho. A empresa segue a medida provisória do Governo Federal, que fica responsável pelo pagamento de 70% do salário e o Oi arca com os 30% restantes, baseado na lei do Seguro Desemprego.

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop. E-mail: [email protected]
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários