Vivo considera como ‘razoável’ proposta de edital do 5G

Operadora tem interesse no leilão da faixa de 700 MHz.

Imagem: Google/Reprodução

Nesta quarta-feira, 19, durante teleconferência de resultados financeiros, o CEO da Vivo, Christian Gebara, afirmou que a proposta de edital para o leilão do 5G “parece razoável” e que a disponibilização de mais capacidade na faixa de 3,5 GHz coloca o país no caminho certo para a conectividade de quinta geração.

Nesta semana, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) abriu a consulta pública para a proposta do edital do 5G. A agência acatou a sugestão da Vivo e outras operadoras em adicionar 100 MHz na faixa de 3,625-3,7 GHz, no entanto, a medida não agradou as empresas do setor de satélites.


Quanto ao leilão da faixa de 700 MHz, que deve ser realiza em duas rodadas, a Vivo tem interesse em participar da segunda. Nas regras propostas pela Anatel, a primeira rodada dará prioridade para as empresas que não adquiriram a faixa em leilões anteriores, como é o caso da Oi. Dessa forma, dependerá dela a possibilidade de uma segunda rodada.

O executivo lembrou que o 5G deve exigir uma maior densidade de antenas, o que promove acordos de compartilhamento de infraestrutura, como a Vivo tem feito com a TIM.

VIU ISSO?

–> Anatel abre consulta pública para edital do 5G

–> Publicada portaria com diretrizes para o leilão do 5G no Brasil

–> Huawei envia alerta ao Brasil

Quanto às obrigações das prestadoras, o CEO diz que aguarda o texto final do edital, mas espera que os maiores investimentos ocorram na expansão da conectividade em vez de destiná-los na concessão de licenças.

A consulta pública nº 9/2020 está disponível no Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública (SACP) até 2 de abril. O leilão deve ocorrer no final deste ano, ainda sem data definida.

Com informações de Teletime.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, FAÇA LOGIN para comentar
  Acompanhar esta matéria  
Notificação de