Início5GGoverno dos Estados Unidos fará pente fino nas operadoras do país

Governo dos Estados Unidos fará pente fino nas operadoras do país

Agência reguladora quer saber quem utiliza produtos fabricados na China.

Nesta quarta-feira, 26, a Comissão Federal de Comunicações (FCC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, abriu um chamamento para que as empresas telefônicas do país relatem o uso de equipamentos e serviços da Huawei e ZTE, empresas chinesas acusadas pelo governo de Donald Trump de apresentarem risco de espionagem.

A ação é mais um capítulo da disputa entre os EUA e a China em torno da inovação tecnológica do 5G. O mapeamento da participação chinesa na infraestrutura de telefonia americana visa quantificar quanto investimento seria necessário para fazer a completa substituição dos produtos de empresas que são consideradas como uma “ameaça à segurança nacional”.

A ideia é gerar um programa governamental de reembolso e definir maneiras de como garantir uma transição suave.

Autoridades, diplomatas e legisladores dos Estados Unidos alegam que as empresas chinesas são instrumentos de espionagem do governo de Pequim, algo que é negado pelas fabricantes da China.


VIU ISSO?

–> Huawei contra-ataca governo de Donald Trump

–> Huawei está criando um novo sistema operacional para smartphones

–> Contrariando Trump, Pentágono desbloqueia Huawei

O problema é que os equipamentos das chinesas são mais baratos do que os das empresas concorrentes e são bastante populares, principalmente, em empresas rurais americanas, que recebem subsídios do governo.

Esses pequenos provedores de telecomunicações têm até 22 de abril para reportar a utilização de infraestrutura da Huawei e ZTE. Desde novembro do ano passado, eles estão proibidos de importar equipamentos da China.

A agência regulatória está, até mesmo, propondo a remoção imediata dos produtos da infraestrutura de rede que são considerados como uma ameaça.

A “Rural Wireless Association”, em recente comunicado, afirmou à FCC que se as pequenas operadoras continuarem a ser impedidas de comprar produtos das fabricantes chinesas elas seriam forçadas a encerrar o serviço de telefonia em alguns mercados.

Com informações de Engadget e The Japan Times.

Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários