InícioDefesa do ConsumidorProblema na TIM faz gestante perder consultas

Problema na TIM faz gestante perder consultas

Operadora terá que pagar uma indenização pelos transtornos causados.

Pixabay
Imagem: Pixabay

Uma consumidora de Cascavel, no Paraná, teve uma experiência que jamais será esquecida com a operadora TIM.

Tudo começou quando ela visitou uma loja da prestadora e fez o pedido de portabilidade. No atendimento, foi informada de que a linha estaria disponível em duas horas.


Dito e feito, só que não. A cliente precisou aguardar por três horas e o plano contratado não começou a funcionar. O serviço ficou disponível apenas sete dias depois.

VIU ISSO?

–> TIM anuncia encerramento das ofertas Pré Infinity

–> Cai o interesse pelo TIM Beta nos últimos 12 meses

–> Aumenta o valor da mensalidade do TIM Beta

Para piorar, ela ficou sem internet por um mês e cancelou o plano. Na época em que teve problemas com a operadora, a paranaense era uma gestante e alega ter perdido consultas pela ausência do serviço de telefonia.

A consumidora conseguiu provar que tentou solucionar o problema diversas vezes, pela via administrativa, mas não obteve sucesso.

Com isso, iniciou um processo contra a operadora, que foi condenada a pagar R$ 4 mil de indenização, mas ainda cabe recurso.

A TIM não se manifestou sobre o caso.

Com informações de CGN

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop. E-mail: [email protected]

2 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários