TIM e Vivo concluirão termos do compartilhamento de 4G em 60 dias

Acordo entre as duas operadoras envolve também o compartilhamento de 2G e 3G.

Ilustração
Imagem: Pixabay

Os clientes parecem ansiosos, mas as empresas levarão mais tempo que o previsto para concluir os termos do acordo de RAN Sharing. O compartilhamento de 4G, 3G e 2G entre TIM (TIMP3 / TIMP4) e Vivo (VIVT3 / VIVT4) foi anunciado em julho e os termos devem ser acordados em 60 dias.

Um memorando foi assinado no mesmo mês e definiu que as operadoras passarão a partilhar infraestrutura de 2G em todo o país e todas as outras tecnologias móveis em cidades com menos de 30 mil habitantes.


À Anatel, as marcas estipularam um prazo de 60 dias para finalizar todo o detalhamento e termos da operação. Agora, Christian Gebara confirmou que o acordo vai demandar mais tempo e a resolução final foi adiada em mais 60 dias.

VIU ISSO?

–> TIM e Vivo anunciam compartilhamento de redes 2G e 4G

–> TIM quer resolver limitação do VoLTE com a Vivo

–> TIM e Vivo estão em ranking de empresas que mais se valorizaram

O entrave para a finalização da parceria é justamente o compartilhamento de todas as tecnologias que viabilizam a conexão móvel nas cidades pequenas, apesar da questão que envolve o 2G estar praticamente resolvida.

Executivos de ambas operadoras comentam o acordo com interesse e garantem a conclusão. Com a partilha de infraestrutura, custos serão reduzidos, conforme destacou David Melcon, CFO da Vivo.

Trata-se de uma parceria que promoverá uma melhora significativa na experiência do cliente e uma realocação de recursos para novas tecnologias como 4G, 4.5G e fibra ótica.

Com informações de Tele.Síntese

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.

Deixe um comentário

Por favor, faça login para comentar
  Acompanhar esta matéria  
Notificação de