Vivo é premiada no WEPs Brasil por empoderamento feminino

Premiação destaca as empresas que mais se esforçam para promover igualdade no ambiente de trabalho.

Ilustração - Mulher
Imagem: Alex Nemo Hanse (Unsplash)

Nos últimos dias, a Vivo teve uma importante conquista. A empresa foi colocada entre as vencedoras, na categoria Ouro, da 3ª edição do Prêmio WEPs Brasil – Empoderando as Mulheres.

A premiação busca reconhecer as marcas que mais se esforçam para promover práticas, programas, ações e promoção da cultura de equidade de gênero e empoderamento da mulher no Brasil.


A cerimônia ocorreu no Villa Blue Tree, em São Paulo. Trata-se de um reconhecimento que vem da ONU Mulheres e o Pacto Global, que recebe apoio da União Europeia e OIT (Organização Internacional do Trabalho).

Empresas privadas e públicas, de diferentes tamanhos e segmentos, se reúnem para considerar os princípios de empoderamento da mulher no mercado de trabalho.

VIU ISSO?
Telefônica Brasil nomeia mais uma mulher para o Conselho
Vivo expande tecnologia VoLTE para 377 cidades
Pós-pago da Vivo agora tem roaming internacional

Em julho, a Telefônica Brasil, dona da Vivo, nomeou a 3ª mulher para ocupar uma posição no Conselho Administrativo da companhia. Claudia Maria Costin foi a escolhida.

A falta de diversidade ainda é desafiadora para as empresas. Em 2018, uma pesquisa comprovou que a presença feminina representa apenas 9% dos conselhos em todo o Brasil. O comparativo foi feito com outros 20 países nesse levantamento.

Na época, Niva Ribeiro, VP de pessoas da Vivo, destacou a importância da equidade de gênero para a marca e afirmou que grupos heterogêneos favorecem a inovação, produtividade e tornam o ambiente de trabalho cada vez melhor.

Com informações da Telefônica

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.

Deixe um comentário

Por favor, faça login para comentar
  Acompanhar esta matéria  
Notificação de