21/06/2024

SKY dificulta entrada da CNN Brasil na grade

Até o momento, emissora possui contrato apenas com a Claro net tv.

Evaristo Costa na CNN Brasil
Imagem: Divulgação redes sociais

Todos pensaram que seria uma negociação fácil, mas a realidade não é necessariamente essa. SKY e CNN (do grupo Warner) são empresas da americana AT&T, mas isso não quer dizer que a versão brasileira do canal é certeza na grade da segunda maior TV por assinatura do país.

Por aqui, a emissora é licenciada pela rede de notícias estadunidense e controlada pelo empresário Rubens Menin, fundador da MRV Engenharia.

A proposta da CNN Brasil para a SKY é seguir a mesma estratégia fechada com a Claro net tv, entrar no pacote intermediário da TV paga. Entretanto, a SKY não gostou da ideia e teme que isso venha a encarecer seus pacotes.

Em um momento de queda contínua no número de assinantes das TVs por assinatura, a companhia carrega a preocupação de que a chegada da nova emissora vá encarecer seus planos.

Se isso ocorrer, até mesmo os pacotes básicos seriam afetados. Atualmente, eles contam apenas com a Globo News. Seria necessário informar com antecedência aos assinantes sobre um possível aumento no valor e as reações não seriam das melhores.

Recentemente, a empresa enfrentou um problema desse tipo, conforme foi noticiado aqui no Minha Operadora. Avisos foram emitidos, mas passaram despercebidos ou não foram recebidos pelos assinantes, que se assustaram com o aumento na fatura.

Um outro entrave para a CNN Brasil é a falta de espaço nos satélites da SKY para suportar a operação. Entretanto, com altos investimentos, tudo indica que a emissora aguarda que a companhia queira atender a demanda do público pelo canal.

VIU ISSO?

–> CNN Brasil sofrerá resistência na TV por assinatura?

–> CNN Brasil fecha acordo com primeira operadora de TV por assinatura

–> Cade aprova compra da Time Warner pela AT&T

Desde que a rede foi anunciada, os investimentos são altos. Jornalistas líderes de audiência na TV aberta foram convocados. Mas os valores só vão compensar a partir do momento em que o canal garantir boas janelas de transmissão.

Em 2011, a FOX Sports também encontrou barreiras para entrar na grade da SKY, mas a empresa acabou cedendo por pressão do público apaixonado por esporte. Será que o mesmo pode acontecer com a CNN?

Vale lembrar que SKY e Grupo Warner vivem um dilema em terras brasileiras. Ambas são empresas da operadora americana AT&T, mas a gigante ainda não tem o aval da Anatel para concluir a aquisição no país.

O grande problema é a Lei da TV paga. Ela impede a propriedade cruzada na TV por assinatura, isso significa que a companhia americana não pode controlar SKY e Warner ao mesmo tempo.

Afinal, uma distribui e a outra produz conteúdo. A empresa tenta aprovar a compra sob o argumento de que a Time Warner não está sediada no Brasil, mas a demora também faz com que muitas autoridades pressionem por uma mudança na legislação.

Com informações de Observatório da Televisão

4 COMENTÁRIOS

Se inscrever
Notificar de
guest
4 Comentários
Mais antigo
Mais recente Mais Votados
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários