Domicílios rurais com Internet chegam a 44% no Brasil

Pesquisa TIC Domicílios mostrou que números de residências rurais com acesso à internet aumentou na última década, mas desigualdade permanece.

A pesquisa TIC Domicílios, realizada pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), apontou que o percentual de residências rurais no Brasil com acesso à internet subiu de 4%, em 2008, para 44%, em 2018. No entanto, número ainda é considerado baixo em relação aos domicílios urbanos, que atingiu 67% no ano passado.

A falta de infraestrutura e a baixa velocidade de conexão são desafios para a conectividade das áreas rurais.


Enquanto os domicílios urbanos utilizam internet banda larga fixa, o que inclui principalmente conexões via cabo, fibra ótica e linha telefônica, nas regiões rurais a principal tecnologia de conexão é a rede 3G/4G de celular (34%), seguido do satélite (15%) e do rádio (13%).

Sobre a falta de conexão, 37% dos usuários rurais argumentam que não tem interesse, não consideram como uma necessidade ou mesmo não sabem usar a internet. Para 28% dos domicílios rurais o serviço de internet é considerado caro.

VIU ISSO?
–> 4G no Brasil precisa melhorar nas áreas rurais, aponta OpenSignal
–> TIM pretende ampliar em 600% sua cobertura 4G em áreas rurais
–> Anatel autoriza que operadoras atendam escolas rurais via satélite

A situação é preocupante em escolas. Apenas 34% das instituições de ensino rurais possuem pelo menos um computador com acesso à internet, diferente das áreas urbanas em que o acesso já está universalizado (98%).

A velocidade de conexão está na faixa de 2 Mbps nas escolas rurais, considerada insuficiente para fins pedagógicos. A maioria dos professores de áreas rurais (58%) utiliza o telefone celular particular para desenvolver atividades com os alunos.

“O dado revela ser cada vez mais essencial o investimento em infraestrutura e em políticas públicas que possibilitem que todos os brasileiros possam ter acesso à Internet em suas casas, sem distinção de classe social ou região geográfica”, afirma Alexandre Barbosa, gerente do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br).

A pesquisa TIC Domicílios, em sua 14ª edição, realizou entrevistas em mais de 23 mil domicílios em todo o país, entre outubro de 2018 e março de 2019. O objetivo é medir o uso das tecnologias da informação e da comunicação nos domicílios.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

Deixe um comentário

Por favor, faça login para comentar
  Acompanhar esta matéria  
Notificação de