Pós-pago já representa 44,67% da base de telefonia móvel do Brasil

Pós-pago cresceu 2,65% no primeiro trimestre de 2019.


A Proteste entidade de defensa do consumidor, revelou um estudo, com base em dados da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) sobre o panorama atual da telefona móvel no Brasil, em especial o crescimento exponencial do pós-pago.


As linhas pós-pagas registraram 102,24 milhões de unidades em operação no mês de março de 2019. O número significa um crescimento de 2,65%, ou 2,6 milhões de novos chips no primeiro trimestre do ano. Somente em março, esse avanço foi de 0,89%, com 905 mil novas linhas adicionadas à base. Com esse crescimento, os assinantes de serviços pós-pagos já alcançam 44,67% do total de usuários de telefonia móvel no Brasil.


O aumento é de 6 pontos percentuais de participação em 12 meses, resultado de um acréscimo no volume de linhas pós-pagas de 12,89% (mais 11,67 milhões de unidades). No mesmo período, as linhas pré-pagas apresentaram queda de 12,79%, um total de 18,58 milhões de unidades a menos. Com isso, a base ficou com 126,64 milhões de chips em operação ao final de março.

“Dessa forma, o Brasil encerrou março de 2019 com 228,88 milhões de linhas móveis em operação. Uma diminuição de 2,93%, ou 6,91 milhões, do total de linhas no país em 12 meses”, diz a Proteste.
A empresa que mais ganhou clientes de fevereiro para março, tanto no pré quanto no pós, foi a Vivo: 102,5 mil novos assinantes, numa base que alcançou 73,5 milhões de linhas. A Claro perdeu 33,9 mil usuários e passou a 56,3 milhões de assinantes. Enquanto a Nextel ganhou 32,2 mil e chegou em 3,4 milhões. Juntas, as duas empresas, que hoje fazem parte do mesmo grupo, têm 59,8 milhões de usuários.
A maior queda no número de clientes de fevereiro para março foi registrada pela TIM. Com 260,1 mil usuários a menos, a operadora chegou a 55 milhões de chips ativos. Já a Oi perdeu 7,6 mil linhas e fechou o mês de março com 37,6 milhões usuários ativos.
As quatro maiores operadoras registraram números positivos se consideradas apenas adições de linhas pós-pagas. A Claro obteve 327 mil novos clientes, seguida por Vivo (250 mil), Oi (139 mil) e TIM (74,7 mil). Com isso, a proporção de pós-pagos frente à base entre as quatro maiores operadoras ficou assim:

Também foi registrado um forte crescimento da base LTE. Ao todo, 2,3 milhões de novos acessos aconteceram no mês de março. Na contagem geral, os acessos 4G passaram de 133,5 milhões para 135,8 milhões, o que significa um avanço mensal de 1,35%. No acumulado do primeiro trimestre, mais de 6 milhões de chips LTE foram ativados no Brasil.
Por outro lado, o 3G (WCDMA) caiu 3,85%, segundo o Mobile Time, o que representa 1,9 milhão de acesso móveis a menos. Em março, a tecnologia somava 47,4 milhões de usuários. O 2G (GSM), por sua vez, caiu 4% (menos 921 mil) e chegou a 21,9 milhões de chips ativos.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
14 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
Looana Munhoz

os planos CONTROLE sao considerados pos ou pré nessas estatisticas ?

Pedro

Pós

Rodrigo Dias

@Looana Munhoz

Se eu não me engano (Me corrijam se eu estiver errado), É uma mistura dos dois. Você recebe uma fatura como se fosse no pós e pode colocar créditos como se fosse no pré.

Para ser uma comparação mais justa, tinha que dividir entre pré, controle e pós.

Adalmo

Os planos são bem divididos: Pré, Controle e Pós, não se misturam.

Mello Mello

Não troco meu plano pré por nada !

José

Para sair de um plano pós tem que morrer ou fazer portabilidade.

Andrey

Os valores do pós da vivo são um absurdo de caro, os da claro querem te empurrar a fidelidade em troca de desconto.. sempre serei pré bem mais em conta cm os descontos do ML

Unknown

Pós pago sempre mais caro mesmo assim está ganhando preferência, só a i
da claro é mais em conta.

Unknown

A Vivo é espertinha…o plano Easy por exemplo, é um pós pago alternativo…fora os controles que são pós pago tbm…por isso tem essa porcentagem.

Jean Michel Skalee

Realmente. O vivo easy é pós pago mas possui mecanismo de pré pago por não exigir compromisso mensal e a vantagem de pagar apenas o que usa.

Robson Carlos

Meu vivo easy é um sonho. Só consome as diárias de whatsapp. Os dados, ainda que eu acesse face e insta, continuam os mesmos de 90 dias atrás.

Mano expert

A Vivo mais uma vez na liderança com a maior base pós paga. Os melhores clientes estão na Vivo e por isso ela pode aumentar e manter a maior cobertura e melhor serviço. Enquanto isso a Oi fica com os clientes lixo, que empresa nenhuma quer ter, mas não tem outra alternativa com os péssimos serviços que oferece. Resumindo: cliente bom consome coisa boa, cliente lixo consome lixo.

Mano expert

Outro dado interessante que dá pra ver nessa pesquisa, é a Claro tentando ser a Vivo e a Tim virando Oi.

Bruno

A Claro tem os melhores planos pós e/com benefícios, agora podendo utilizar fora do Brasil sem custo nenhum é maravilhoso. A vivo é mercenária…