sexta-feira, 5 de abril de 2019

49% dos brasileiros espiona o celular do parceiro

Kaspersky, responsável pelo levantamento, detectou 60 mil programas que espionam a atividade do dispositivo.

De acordo com um levantamento da empresa de segurança Kaspersky 49% dos brasileiros admitem espionar seu parceiro. A companhia diz que foram detectados 60 mil stalkerware instalados. Embora o programa não seja ilegal, a empresa decidiu lançar um alerta de privacidade para permitir que o usuário decida o que fazer a respeito.

"Os spyware são aplicações que rodam em segundo plano e são instaladas nos telefones – geralmente por parceiros ou ex-parceiros – para monitorar e rastrear as atividades do dispositivo, diz a Kaspersky.


Não há nenhuma barreira que impeça que as pessoas usem esse tipo de programa para fins maliciosos – neste caso o software é classificado como 'stalkerware', pois não há o consentimento da vítima. 

"Embora a funcionalidade varie, ela geralmente permite que a pessoa que a instalou acesse as informações do dispositivo dos usuários, mensagens SMS, fotografias, conversas em redes sociais, dados de geolocalização e, em certos casos, transfira gravações de áudio e câmera em tempo real", completa a companhia.

Juntamente com a óbvia invasão de privacidade, tais programas geralmente não possuem medidas para proteger os dados confidenciais que estão sendo sequestrados. Por exemplo, cinco dos 10 programas stalkerware analisados tiveram uma violação de dados ou foram considerados vulneráveis a ataques deste tipo. Os analistas descobriram ainda que um fornecedor armazenava arquivos de dados de vítimas em um servidor com vulnerabilidades de segurança críticas, deixando os dados armazenados acessíveis a todos. 

VIU ISSO?

A companhia divulgou alguns passos para que o usuário possa se certificar que não é uma vítima de espionagem digital.

Instale apenas aplicativos em lojas oficiais, como a Google Play;
• Bloqueie a instalação de programas de fontes desconhecidas nas configurações do smartphone;
• Nunca divulgue a senha ou o código de acesso ao seu dispositivo móvel, mesmo que seja com alguém da sua confiança;
• Nunca armazene arquivos ou aplicativos desconhecidos em seu dispositivo, pois eles podem prejudicar sua privacidade;
• Altere todas as configurações de segurança em seu dispositivo móvel se estiver saindo de um relacionamento. Um ex pode realizar tentativas de adquirir suas informações pessoais para te manipular;
• Obtenha controle de programas em execução em segundo plano e desative atividades suspeitas;
• Use uma solução de segurança confiável que o notifique sobre a presença de atividades suspeitas, que incluem os programas comerciais de spyware.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao deixar a sua opinião no Minha Operadora você concorda em respeitar o nosso Código de Conduta.