quinta-feira, 20 de setembro de 2018

22 mil concordaram em limpar banheiro público em troca de Wi-Fi

O que você achou? 
As mesmas pessoas também estiveram de acordo sobre tirar chiclete grudado da calçada e desentupir esgotos, sem saber que se tratava de um teste.

Você concordaria em limpar banheiros públicos após eventos, só para ter acesso à rede Wi-Fi? Incrivelmente, a resposta foi “sim” para pelo menos 22 mil usuários da Inglaterra, embora de forma totalmente inconsciente.

Tudo não passou de um teste da provedora de Wi-Fi britânica Purple, para saber se os usuários costumam ler os termos de serviço antes de clicarem em “concordo”. De fato, o teste comprovou o que a empresa temia.


A provedora oferece, na Inglaterra, hotspots de Wi-Fi para marcas como Outback e Pizza Express, além de levar a rede para outros ambientes públicos. 

Há cerca de um ano, resolveu testar os usuários que utilizam esse serviço ao longo de duas semanas, inserindo uma cláusula absurda de serviço comunitário em seus termos de contrato. Sabe, aqueles que quase ninguém lê, mas na pressa de conseguir internet, aceita?

LEIA TAMBÉM:

As condições para usar a internet gratuita, de acordo com o documento, incluíam mil horas de trabalho voluntário manual, sendo especificamente as seguintes atividades:

  • Limpar cocô de animais em parques locais;
  • Raspar e tirar chicletes grudados na calçada;
  • Abraçar gatos e cães de rua;
  • Desentupir esgotos;
  • Limpar banheiros públicos em festivais e eventos locais.

O contrato também prometia um prêmio para qualquer pessoa que entrasse em contato com a empresa e apontasse a cláusula que era, no mínimo, abusiva.

Em duas semanas, 22 mil pessoas concordaram com os termos para usar o Wi-Fi e apenas uma pessoa entrou em contato questionando a cláusula em questão. O teste provou que é mais do que necessário ler os termos de serviço antes de concordar com qualquer serviço, independentemente do benefício oferecido.

Aqui no Brasil, isso vale tanto para o uso de hotspots de Wi-Fi, quanto ao realizar testes em redes sociais ou mesmo antes de assinar um contrato com uma operadora.

Afinal, você leria os termos?


Um comentário:

Ao deixar a sua opinião no Minha Operadora você concorda em respeitar o nosso Código de Conduta.