InícioNotíciasOi elege novos conselheiros, entre eles antigo presidente da TIM

Oi elege novos conselheiros, entre eles antigo presidente da TIM

Conselho de administração da empresa será renovado após assembleia geral com acionistas, que será realizada daqui a um mês.

Depois de anunciar que fará uma assembleia geral com acionistas no dia 3 de setembro, a Oi emitiu um novo comunicado, na quinta-feira (2), detalhando as pautas da reunião. Entre elas, as mudanças no estatuto social da companhia para que possa ser feito o aumento de capital, e a nova composição do conselho.

Além de seis membros atuais da empresa, o edital divulgado mostra que haverá cinco novos integrantes no conselho de administração da Oi, o que inclui um ex-presidente da TIM, que liderou a concorrente entre 2013 e 2016, Rodrigo Modesto de Abreu.







De acordo com o plano de recuperação judicial, agora que um novo quadro de acionistas se instala na empresa após a conversão de dívidas em ações, o conselho passa a ter uma chapa consensual e formada por conselheiros independentes. Serão 11 membros titulares, com mandato de dois anos cada.
LEIA TAMBÉM:
Além de Rodrigo Abreu, outros nomes que devem chegar à Oi incluem a ex-presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Maria Helena dos Santos Fernandes de Santana, além do economista Wallim Cruz de Vasconcellos Jr., do presidente de operações globais da AT&T (controladora da SKY), Paulino do Rego Barros Jr., que também teve passagem pela NII Holdings, da Nextel, e Henrique José Fernandes Luz, ex-sócio da PwC (PricewaterhouseCooper).
Os outros nomes já conhecidos são José Mauro Mettrau Carneiro da Cunha, Marcos Bastos Rocha, Marcos Grodetzky, Ricardo Reisen de Pinho e o conselheiro já definido Eleazar de Carvalho Filho, ex-presidente do Unibanco e do BNDES. Ele também faz parte do comitê que acompanha a implementação do plano de recuperação judicial da Oi.
A aceitação do novo conselho, assim como outras questões a serem tratadas pela Oi, ainda deve passar pelos acionistas que participarão da reunião dentro de um mês, assim como pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários