segunda-feira, 23 de abril de 2018

Veja qual operadora teve a maior receita em 2017

O que você achou? 
Levantamento mostra ainda quais empresas lideraram o mercado de Telecom em cada um dos segmentos.

Um levantamento sobre o desempenho em telecom das seis maiores operadoras do país foi divulgado na última semana pela Teleco. Dos oito indicadores analisados, Vivo e Claro lideram em três e a TIM em dois, apresentando um equilíbrio entre essas empresas. 



Os oito indicadores usados pelo portal foram: receita; crescimento de receita; móvel; fixo; acessos banda larga fixa; acessos TV por Assinatura; telefone fixo; e rentabilidade.



Receita


A Vivo liderou o ranking no indicador de receita líquida, com faturamento de R$ 43,2 bilhões em 2017. A Claro conquistou o segundo lugar, com R$ 35,5 bilhões. 

A Vivo é a líder em receita no móvel (R$ 26,5 bilhões) e a Claro em serviços fixos (R$ 23,8 bilhões).

A lanterna ficou com a Nextel que faturou no ano passado R$ 2,8 bilhões. 



Crescimento de Receita


A TIM liderou em crescimento de receita líquida (3,9%). Nesse quesito, três operadoras tiveram o desempenho negativo: Claro (-1,4%), Oi (-6,4%) e Nextel (-19,0%).



Móvel


Para analisar o indicador móvel, levou-se em consideração o market share - que é o grau de participação de uma empresa no mercado em termos das vendas de um determinado produto - e a receita de celular

A Vivo liderou em adições líquidas em 2017 e ganhou market share neste período, atingindo 31,7% no quesito. A operadora se manteve na liderança nos últimos quatro anos. 

A TIM (24,8%) perdeu sua segunda colocação em 2016 para a Claro (25,0%) em 2017.


Em se tratando de receita no móvel, a Vivo também sai na frente, com faturamento de R$ 26,5 bilhões.

Fixo


Para analisar o indicador fixo, levou-se em consideração o market share e a receita em serviços fixos. A Claro ganhou a liderança nesse ranking com um total de 28,8 milhões de acessos em 2017. Em média, o desempenho das operadoras se manteve estável.


No entanto, apesar da Claro manter a liderança em receita líquida de serviços fixos com R$ 23,8 bilhões, teve crescimento negativo de -1,9% em 2017. As demais operadoras também viram suas receitas reduzirem no segmento.


Acessos Banda Larga Fixa


A Claro manteve a liderança em market share de banda larga fixa em 2017 com 8,9 milhões de acessos. O destaque ficou, no entanto, com as operadoras menores (competitivas), que ganharam market share no ano.


Acessos TV por Assinatura


A Claro, com a marca NET, continuou na liderança da TV por Assinatura em 2017 com 9,1 milhões de assinantes e 50,7% de market share. Atrás está a Sky, com 29,8% de market share.



Telefone Fixo


A Vivo manteve a liderança em market share de telefonia fixa com 14,1 milhões de telefones fixos em 2017 e a Oi (13,5 milhões) continua perdendo mercado. A Claro se manteve estável com 26,7% de market share.


Rentabilidade


A rentabilidade das empresas foi analisada com base na margem EBITDA, que significa  lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização.  

O EBITDA é uma métrica usada na avaliação da produtividade operacional de uma empresa e para comparar se as empresas foram eficientes ou não dentro de um determinado segmento. 

A TIM, que disputa com a Vivo a liderança em margem EBITDA, manteve-se à frente com 36,6% em 2017, seguida pela Vivo (33,5%). Todas as quatro operadoras apresentaram crescimento em sua margem EBITDA em 2017.




Um comentário:

  1. A vivo e a Claro, no caso NET, sempre crescendo, mais abandonaram SP Capital nas áreas periféricas fazem anos, quem da sorte só onde chegou Tim Live, ou caso tenha alguma pequena empresa de internet que chegue no bairro, porque se não vai viver ternamente com 2mb a Vivo, e a NET sem ter disponível na maioria dos lugares, e sem perspectiva de expansão, triste.

    ResponderExcluir