terça-feira, 17 de abril de 2018

Em evento, Oi anuncia transformação e novidades para todo o Brasil

O que você achou? 
Operadora se mostra positiva com lançamentos no pré, pós e controle, incluindo parcerias inéditas de conteúdo e benefícios no móvel com preços acessíveis.

A Oi realizou, nesta terça-feira (17), uma coletiva de imprensa em Campinas, no interior de São Paulo, onde revelou várias novidades em todo o seu portfólio. Além da presença de jornalistas – e, claro, do Minha Operadora –, o local foi palco, nos últimos dias, para um grande evento com a força de vendas da Oi.

Mais de mil pessoas do time de vendas da empresa participaram do evento, realizado com o apoio de parceiros estratégicos e feito justamente para alinhar os lançamentos de 2018 e o foco em convergência com aqueles que, afinal, vendem o produto diretamente para o cliente.





Depois de aprovar o plano de recuperação judicial, a Oi volta sua atenção no fortalecimento de sua operação e em uma grande transformação digital. Os pacotes de TV por assinatura ficam mais enxutos, os de telefonia móvel com mais dados a preços acessíveis e a oferta de conteúdos muito mais ampla do que era antes.


Uma das grandes novidades é a liberação total de chamadas ilimitadas para qualquer operadora nos planos pré-pago e controle. Com R$ 20, o cliente passa a ter 3GB de dados em 14 dias com minutos ilimitados. No Controle, por R$ 39,90, o cliente também fala ilimitado e ganha 4GB por mês.

Mas o maior diferencial agora é o lançamento do pós-pago Oi Mais Digital, que, além de se tornar um plano mais familiar, com gerenciamento do uso de dados entre a família e compartilhamento de dados com até quatro dependentes de forma simples pelo “Minha Oi”, agora também inclui vários conteúdos on demand populares através do Oi Play.

É o caso do Fox+, WatchESPN, Discovery Kids ON! e Coleção Oi, que estarão disponíveis automaticamente nos planos (de acordo com a opção escolhida) a partir desta quarta-feira (18). Os executivos da Oi afirmam que ela é a primeira operadora a incluir vídeo e streaming no plano com essa quantidade de parceiros. Veja o que disse o diretor de produtos e mobilidade e conteúdo da Oi, Roberto Guenzburguer:


Apesar da navegação descontar da franquia, os planos pós-pago agora chegam a 50GB. Vamos detalhar, em uma nova matéria, todas as informações do novo pós-pago da Oi – assim como de banda larga e TV –, mas, para ter uma ideia de preço, o mais recomendado pela operadora seria o Oi Mais Digital de 15GB por R$ 99,90 mensais. Quem contrata o combo Oi Total consegue alcançar ainda mais dados e benefícios para a família.

Conforme mencionou no evento desta terça-feira através de seus porta-vozes, a operadora encara o ano de 2018 como um grande desafio, mas a expectativa é crescer acima de dois dígitos tanto na venda de pós quando a de pré e controle.

Além de manter seu foco nos três pilares de sempre, que seria a convergência (e simplificação do portfólio), dados e conteúdos e eficiência operacional (rentabilidade, qualidade e digitalização), o diretor comercial da Oi, Bernardo Winik, conta que foi feita uma pesquisa muito forte no público do pós-pago para chegar ao resultado final, apresentado hoje.

“O Oi Mais Digital entrega exatamente o que o cliente esperava: possibilita a gestão do consumo de internet via Minha Oi, o compartilhamento e transferência de internet e serviços exclusivos incluídos na oferta, além de conteúdos de vídeos gratuitos, uma inovação no mercado a partir de nossas parcerias”, conta, exaltando também o atendimento via chat e a compra de pacote de internet pelo app. 

“A gente olhava a concorrência crescendo no pós-pago e não estávamos crescendo. Com a melhoria da oferta e investimento em cobertura, queremos acompanhar a tendência e crescer no segmento de pós-pago”, conclui.

INVESTIMENTO 


O patamar de investimento atual da Oi é de R$ 5,5 bilhões, e a operadora confirmou durante o evento que não vai esperar nenhum aporte ser feito para começar a investir. Os recursos serão destinados para fibra ótica FTTH, cobertura 4G e essa transformação digital agora buscada pela companhia. 

Com o aporte anunciado no plano de recuperação judicial, que tem valor mínimo já definido em R$ 4 bilhões, mas pode chegar a R$ 12 bilhões e ser concluído até o final deste ano, o capex adicional será usado justamente para ajudar a companhia a “pagar as contas” desses três grandes investimentos: FTTH, 4G e digitalização.

A operadora também falou sobre investimento em 4,5G, com o refarming do 1.8 MHz. Ainda neste ano, 26 localidades receberão a tecnologia com maior velocidade, entre elas Salvador, Fortaleza, São Luis, Natal, João Pessoa, Palmas, Belém, Ipatinga, Calcaia e Campina Grande, além de outras áreas metropolitanas dessas regiões. Em Fortaleza, o projeto deve ser concluído até julho.

NOVA OI 


Depois de tratar mais de perto sua dívida, com aprovação de plano por 99% dos credores, o presidente da Oi, Eurico Teles, garante que uma nova Oi surge pela frente. 

“Superamos a fase de reestruturação da dívida, que culminou com a aprovação do Plano de RJ, e iniciamos em 2018 um processo de reestruturação do negócio, que vai colocar a Oi em um novo patamar no mercado. Este evento simboliza este momento em que uma nova Oi está surgindo”

O novo momento pede um pilar mais estratégico na transformação digital, que reduz os custos para a operadora e oferece uma melhor experiência para os clientes. De acordo com a companhia, a redução de custos da Oi em 2017 foi de R$ 1,5 bilhão, sendo que as iniciativas de digitalização foram as grandes responsáveis por esse resultado.


9 comentários:

  1. Na teoria muito bom. Espero que também melhores os serviços , que andam ruim a péssimo. A oi , Tim e claro, com essas promoções , no pré cava um buraco , colocando a vivo .

    ResponderExcluir
  2. Torço que a Oi realmente seja uma nova Oi, me parece que os novos planos serão muito bons, porém nan adianta lançar todas essas espectativas no mercado se sua cobertura e pifia, vamos acreditar que essa nova Oi não seja mais uma jogada de marketing, boa sorte Oi, estou aqui na torcida.

    ResponderExcluir
  3. Se a Oi investir pesado em 4G e FTTH com certeza terá sucesso, pois sua capilaridade é muito grande. Avante Oi!

    ResponderExcluir
  4. Nos bairros da periferia de São Paulo só a vivo tem bom sinal as outras é sonho, bem que a OI deveria investir em sinal na periferia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi só tem licença de telefonia celular em São Paulo esquece o telefone fixo e internet cabeada da oi aí em sao Paulo faz parte da concessão que fizeram na privatização

      Excluir
  5. O Minha Operadora não citou se o plano pré que custa 1 real sofreu alguma modificação.

    ResponderExcluir
  6. Avante Oi! É bom ver a Oi forte e investindo...

    ResponderExcluir