quarta-feira, 25 de abril de 2018

5G é utilizado para comunicação entre médicos do Japão

O que você achou? 
Sistema foi criado em região isolada para que os profissionais da saúde possam trocar exames e receber orientações de outras especialidades médicas.

Treze hospitais do Japão estão conectados entre eles por meio da tecnologia 5G. Os médicos utilizam a conexão para trocar exames e orientações entre especialistas. 

A comunicação foi implantada na região montanhosa de Wakayama, onde o acesso a instituições médicas avançadas é limitado. 

Além disso, há grande escassez de profissionais da saúde, o que faz com que médicos precisem atender enfermidades que estão fora da sua especialidade.

A preocupação com essa situação fez com que as autoridades implementassem um sistema de suporte médico remoto, utilizando a internet para a realização de videoconferência. 

Esse sistema conecta 13 instituições médicas e a Universidade de Medicina de Wakayama, permitindo que os médicos recebam as orientações de profissionais de outras especialidades. 

Em um primeiro momento, o sistema de internet utilizado não apresentou resultados satisfatórios, já que as imagens transmitidas tinham qualidade ruim e havia atrasos nas conexões.

LEIA TAMBÉM:


Para resolver esse problema, foi montado um sistema de estação base com antenas ativas, que suporta uma banda de 28 GHz para criar uma rede sem fio 5G.

Técnicos realizaram testes de verificação entre a Universidade de Medicina de Wakayama e a Hidakagawa Kokuho Kawakami Clinic utilizando o 5G e um cabo óptico que deu certo.

Neste experimento, a transmissão de 5G possibilitou a comunicação em tempo real e o compartilhamento de imagens capturadas por uma câmera 4K close-up para ecocardiogramas (eco) de alta definição e para ressonância magnética usando um sistema de videoconferência também de 4K.

Para os engenheiros das instituições, o experimento provou que a tecnologia 5G pode desempenhar um papel fundamental na resolução de problemas sociais.

Participaram do teste a NEC, com fornececimento de tecnologias, bem como o Governo de Wakayama e a Universidade de Medicina de Wakayama. A organização ficou a cargo do Ministério de Assuntos Internos e Comunicações do Japão.



Nenhum comentário:

Postar um comentário