quinta-feira, 22 de março de 2018

Cobrança indevida é principal queixa contra operadoras

O que você achou? 
Quase metade das reclamações feitas para a Anatel referentes a telefonia móvel pós-paga, telefonia fixa e TV por Assinatura é motivada por erros na fatura.


Em quase todos os serviços fornecidos por operadoras de telecomunicações, as reclamações por cobrança indevida estão no topo da lista de notificações realizadas pelos consumidores à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), conforme dados divulgados nesta quinta-feira (22).

Apesar disso, o mês de fevereiro de 2018 registrou uma queda de -14,5% no número de queixas em relação ao mesmo mês do ano passado. As reclamações caíram de 270 mil para 231 mil.



Telefonia móvel

A telefonia móvel registrou menos 18,6 mil reclamações (-14,5%) em relação ao ano passado. 

Na modalidade pós-paga, das 74,8 mil notificações realizadas na Anatel, 48,1% eram referentes a cobrança. As objeções sobre qualidade e funcionamento representaram 10,6%. Já 9,9% das pessoas estavam insatisfeitas com as ofertas e promoções. 

Já na modalidade pré-paga, as 35,2 mil queixas se dividiram em créditos pré-pagos (43,4%), ofertas e promoções (17,7%) e qualidade e funcionamento (16,6%).



Telefonia fixa

Na telefonia fixa foram registrados, em fevereiro deste ano, 51,2 mil objeções. O número é -18,9% menor que o do ano passado. 

Desse total de reclamações, 36% foram sobre cobrança, 23,5% eram referentes a qualidade e funcionamento e 10,3%, cancelamento. 




Banda larga fixa

A banda larga fixa teve 3,5 mil queixas a menos que no ano passado (-8,4%). 

Das 51,2 mil reclamações, 45,8% eram sobre qualidade e funcionamento, 21,6% sobre cobrança e 9,4% sobre instalação. 




TV por Assinatura

A TV por Assinatura teve uma queda de 16,1% no número de reinvindicações realizadas na Anatel. 

Queixas sobre cobranças representaram 46,5% das 29,1 mil reclamações. Sobre qualidade e funcionamento, foram 11,21% do total. Notificações sobre bloqueio e suspensão foram 9,0%.






Nenhum comentário:

Postar um comentário