InícioNotíciasVivo vai comissionar parceiros na venda de serviços digitais

Vivo vai comissionar parceiros na venda de serviços digitais

Programa ‘Parceiro Soluções Digitais’, do Vivo Empresas, foca nas vendas de serviços em nuvem e é voltado para clientes do segmento corporativo.

Enquanto o número previsto foi de US$ 4,5 bilhões em 2017, os investimentos de empresas brasileiras em nuvem devem chegar a US$ 20 bilhões até 2020, segundo estudos do Gartner. É por isso que a Vivo, focada em seu mercado corporativo, está lançando o programa “Parceiro Soluções Digitais”, voltado justamente para o segmento de cloud computing.


A ideia do Vivo Empresas – unidade da Telefônica voltada para o B2B (Business to Business) – é que empresas que atuam no segmento de TI aumentem suas margens de receitas com indicações de serviços oferecidos pela Vivo. Funciona da seguinte maneira: a empresa indica o serviço Vivo Cloud, e em troca garante um comissionamento.


Para se tornar um parceiro, a empresa ou o profissional liberal deve fazer um cadastro no portal www.vivo.com.brparceiro-solucoes-digitais, aguardando pela aprovação do registro.
Depois de habilitada, a empresa pode começar a indicar os serviços do portfólio de nuvem da Vivo, sendo que os novos parceiros serão comissionados por indicação de vendas. Também há outros benefícios com a contratação dos serviços, como descontos exclusivos, suporte comercial e técnico sempre disponível e, em breve (ainda não disponível), certificação, treinamento e a marca da empresa exposta no site da Vivo.
De acordo com o diretor de Vendas de Soluções Digitais B2B da operadora, Fabio Balladi, a iniciativa está estruturada no programa de parceiros da empresa, que agora está sendo ampliado para a área de soluções digitais. 
“A Vivo trabalha há anos com a cultura de programa de parceiros para o segmento de Telecom. Este novo programa dá oportunidade para que empresários do mercado de serviços digitais ampliem seu portfólio e liderem projetos com agilidade, flexibilidade e conectividade de alta performance”, afirma Balladi.
LEIA TAMBÉM:

1 COMENTÁRIO

Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários