terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Acionista Société Mondiale decide diminuir participação na Oi

O que você achou? 
Decisão chega 10 dias depois da aprovação do plano de recuperação judicial da Oi, que desagradou o fundo de Nelson Tanure.

A Oi informou, em comunicado ao mercado nesta segunda-feira (22), que o Société Mondiale, do empresário Nelson Tanure, decidiu diminuir a participação na empresa. De 6,53% do total de ações ordinárias da Oi, o fundo passa para 4,54%, equivalente a 30.306.300 papéis.

Se antes o fundo de investimento em ações de Tanure tinha 5,28% do capital social da operadora, agora reduz para 3,67%. O anúncio aconteceu em 19 de janeiro, 10 dias após a homologação do plano de recuperação judicial da operadora pela Justiça, que já desagradava os acionistas antes mesmo da reunião com os credores.




O principal motivo de insatisfação com o plano aprovado é a troca de dívidas com os credores por até 75% do capital da empresa, fato anunciado em dezembro de 2017.

O Société Mondiale há meses tentava evitar que a reunião acontecesse, mas, após 18 meses em recuperação judicial, a Oi teve seu plano aprovado, desagradando não só o fundo de Tanure, que teve sua influência no conselho reduzida, como também a Pharol, que detém 22,24% da empresa.

Em correspondência à Oi sobre o anúncio de redução na participação da companhia, o Société Mondiale afirma que a ação não tem o objetivo de alterar qualquer composição do controle ou estrutura administrativa da Oi, e também comunicou que:

“(i) não é titular ou beneficiário de qualquer bônus de subscrição, direitos de subscrição de ações, opções de compra de ações e debêntures conversíveis em ações emitidas pela Companhia; e (ii) não firmou acordo ou contrato regulando o exercício do direito de voto ou a compra e venda de valores mobiliários de emissão da Companhia”.

LEIA TAMBÉM:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao deixar a sua opinião no Minha Operadora você concorda em respeitar o nosso Código de Conduta.