‘Espero que não entrem’, diz diretor da Claro sobre chineses na Oi

José Antônio Félix se diz preocupado com a possibilidade e afirma torcer para que a Oi busque novas alternativas para “um problema que foi criado”.


O diretor da Claro Brasil, José Antônio Félix, afirmou, durante a coletiva de imprensa desta quinta-feira (14), que está preocupado com a possível entrada de chineses no setor de telecom brasileiro através da Oi.

“Esse negócio da China é complexo, não sabemos bem como funcionam as coisas por lá. A gente ouve falar, lê alguma coisa, mas tem uma dinâmica diferente do mundo ocidental”, afirma.



De acordo com seu ponto de vista, empresas e governos são misturados na China, o que não deixa claro o que fariam aqui no Brasil. “Com quem que nós, Claro, vamos brigar: com a China ou com ‘não sei o que lá Telecom’?”

A questão, para o empresário, fica no ar e não deixa de ser uma preocupação pessoal em questão de mercado. Ele comenta que não conhece uma experiência dessa natureza no mundo, de um país como a China – ou outro – que, com esse tipo de governança, entre em um mercado local de telecom.

“Eu espero que eles não entrem, porque vai chacoalhar mais ainda um mercado que está instável e doente. Seria bem crítico e torço para que se busque novas alternativas e uma solução para um problema que foi criado. E a gente sabe como que foi criado”, finaliza.

* A repórter Bruna Totaro, do Minha Operadora, esteve na Coletiva de Imprensa a convite da Claro.


LEIA TAMBÉM:

Acompanhar esta matéria
Notificação de
12 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários