Moradores da capital paulista enfrentam dificuldades com banda larga

Em alguns casos, paulistanos também não conseguem instalar serviço de internet fixa em suas casas.

Quem disse que moradores de grandes capitais também não sofrem com a falta de acesso à internet? De acordo com uma matéria publicada pelo portal Agora (UOL), moradores de prédios antigos na região central de São Paulo afirmam que, onde moram, não conseguem a instalação do serviço de banda larga, não em todos os apartamentos.

A falta de estrutura ou o limite de distribuição de sinal são os principais motivos apontados pelas operadoras, que ainda deixam 60 apartamentos, como é o caso de um prédio na Avenida Cásper Líbero, na República, sem banda larga. Apenas 30 moradores conseguem o serviço, enquanto o resto precisa encontrar outras alternativas para se conectar, pagando caro pelo 4G no celular ou saindo de casa para acessar uma rede Wi-Fi.




Em resposta ao portal, a Vivo disse que enviaria uma equipe técnica ao local, para analisar a rede externa e interna dos prédios e oferecer uma solução para este caso. Com serviços como o Vivo Fibra, a operadora diz procurar oferecer acesso ao maior número possível de municípios brasileiros, ampliando a cobertura e qualidade do serviço. 
A NET também se posicionou, afirmando que sempre busca a melhor maneira de atender a população da cidade de São Paulo, o que a faz se concentrar, hoje, nas possibilidades de ampliar os serviços de internet banda larga na região central da capital.
Por fim, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) disse que veda a discriminação de usuários e que, caso o consumidor faça uma reclamação, a operadora deverá apresentar justificativas técnicas para o não atendimento em determinada região, sempre respeitando os direitos do consumidor. Apesar da maior dificuldade de implantar alguns serviços em algumas localidades específicas, o telefone fixo, por exemplo, tem a obrigação de funcionar na casa de todos os brasileiros.
Veja todos os dados divulgados pela Anatel sobre o crescimento e queda em número de clientes das principais operadoras, além das reclamações em banda larga, ambos no mês de setembro. 
LEIA TAMBÉM:

Deixe um comentário

avatar
  Cadastre-se  
Notificação de