Anatel rejeita proposta da Oi de trocar multas por investimento

Por unanimidade, Conselho da agência decidiu rejeitar o Termo de Ajustamento de Conduta apresentado pela operadora. 

Nesta segunda-feira, 23, a Anatel anunciou sua decisão sobre o TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) da Oi. O assunto foi tratado em reunião fechada e por unanimidade, o Conselho Diretor da Anatel decidiu rejeitar o acordo, por conta das faltas de garantias e pela situação financeira atual da operadora. 

Em nota à imprensa, a agência destacou que a situação do grupo Oi é bastante sensível econômica e financeiramente, o que levou a empresa a entrar com pedido de recuperação judicial. O acordo foi apresentado pela empresa, pouco antes do processo começar e chegou a ser aceito pelo órgão regulador, mas não chegou a ser formalizado. 

A Anatel enfatizou que os principais motivos para rejeição do termo foram os diversos questionamentos sobre a capacidade da Oi em arcar com os compromissos e pela indefinição em sua recuperação judicial, já que a companhia apresentou diversos planos de recuperação judicial e nenhum destes obteve pleno sucesso. 

A decisão do conselho da agência será comunicada ao Tribunal de Contas da União (TCU), órgão que analisa os contratos do TAC (acordo que troca multas por investimentos).

LEIA TAMBÉM:

Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários