Em abril, Oi TV volta a crescer sozinha na TV Paga e vê rivais de cima

Grupo Claro/NET perde feio na competição com as demais empresas do setor, que permanece em queda.



A televisão por assinatura continua registrando baixas sequenciais em território brasileiro. Em abril, foi registrada uma queda de 43.660 acessos, o que fez reduzir ainda mais a penetração do serviço, que agora chega a 28,37% das casas do país, perda de 0,08%.

Quem mais contribuiu para essa queda foi o grupo de mídia formado por NET e Claro TV. Essas empresas perderam juntas 29.193 clientes, a maior perda registrada entre todas as outras empresas do setor.

A Vivo TV, mesmo com a força dos serviços da GVT, perdeu 2.855 usuários cadastrados.

Outra que também sentiu a fuga de assinantes foi a SKY. Apesar de ser a empresa mais pensada pelos consumidores quando o assunto é TV paga, ela não está conseguindo reagir diante da crise econômica. No quarto mês de 2016, perdeu 2.566 assinaturas.

Mas nem tudo é tragédia! O setor televisivo tem a Oi como esperança. O crescimento dos investimentos em marketing para divulgar a plataforma de streaming de vídeo Oi Play, o alto número de canais em alta-definição (HD) e o preço baixo frente aos praticados pela concorrência, fizeram a Oi TV adquirir 5.636 novos clientes, coincidentemente pouco mais do que a perda de SKY e Vivo somadas. É como se os consumidores dessas duas tivessem ido para a Oi.

Você tem uma ideia geral do desempenho das operadoras de televisão no gráfico interativo abaixo:



Com esta atualização da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), sabemos agora que existem no Brasil 18,91 milhões de pontos de TV por assinatura instalados legalmente.

Leia também:

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários