Com interesse na TIM, Vivo estuda rever acordo com Cade

Para resolver os seus problemas com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), a Telefónica, dona da Vivo, estuda rever um acordo previamente assinado com o órgão antitruste, que poderia bloquear o aumento da sua participação na italiana Telco, que detém 22,4% das ações da Telecom Italia, por sua vez controladora da TIM no Brasil.

A companhia espanhola firmou em 2010 um Termo de Compromisso de Desempenho (TCD) com o Cade, no qual se compromete a não intervir na gestão da TIM para manter o equilíbrio no mercado de telefonia nacional.

Por conta da operação envolvendo a Telco, o procurador-chefe da autarquia, Gilvandro Vasconcelos Coelho de Araújo, recomendou a aplicação de uma multa de R$ 15 milhões sobre a Telefónica e que a empresa seja proibida de comprar novas ações do grupo italiano.

A Telecom Italia não comenta o procedimento aberto pelo órgão antitruste, mas disse estar “monitorando com atenção” e contratou um consultor jurídico independente para seguir o desenvolvimento do caso.

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários