InícioNotíciasOi lança IPTV, que será expandida para 20 cidades do país

Oi lança IPTV, que será expandida para 20 cidades do país

A Oi lançou ontem seu serviço de IPTV, a TV por assinatura por meio de protocolo de internet, que permite assistir a programas no aparelho de TV, no smartphone e no tablet. Segundo a operadora, o novo serviço permite a troca de canais com mais velocidade. O usuário poderá ainda gravar programas, voltar atrás na programação e assistir a um programa já transmitido e compartilhar conteúdo nas redes sociais.

O serviço de IPTV será oferecido de forma gradativa: numa primeira etapa serão atendidos os bairros da Zona Sul do Rio e a Barra da Tijuca, na Zona Oeste. Mais tarde o serviço será expandido para Belo Horizonte, em Minas Gerais, e outras capitais. A Oi está lançando ainda a banda larga de até 200Mbps por meio fibra ótica que vai até a casa do cliente (FTTH).

“O lançamento do serviço de IPTV da Oi antecipa as tendências de mercado da TV por assinatura e beneficia os consumidores ao proporcionar uma experiência muito mais interativa e completa. O serviço depende da instalação de uma rede de fibra ótica que vai até a casa do cliente e a Oi está investindo fortemente nessa iniciativa”, disse o presidente da Oi, Francisco Valim.
O ministro das Telecomunicações, Paulo Bernardo, anunciou ainda para o ano que vem o plano de universalização da internet no Brasil. “A TV associada à internet é importantíssima para aumentar o número de usuários e a velocidade média, que ainda é baixa no Brasil”, disse ele.

Ele disse ainda que desde o ano passado vem se esforçando para melhorar o sistema de telecomunicações. Ele disse que a Lei 12.485, de 2011, eliminou as barreiras que impediam as empresas de telecomunicações de participar de mercado de TV por assinatura. “Demorou para fazer a regulamentação porque as empresas produtoras de conteúdo tiveram que sair da direção. A lei determinou ainda dentro da cadeia produtiva o que cada segmento pode fazer”, explicou ele.

Manuel Rangel, presidente da Agência Nacional do Cinema (Ancine), concordou dizendo que a lei destravou a competição e vai permitir que o Brasil tenha uma forte indústria de audiovisual. “O ambiente é propício ao investimento, criando condições para o país atingir patamares de outros países como Coreia do Sul e Austrália, que têm altíssima penetração de serviços de banda larga. Esperamos que mais competidores tragam mais serviços para que cidadãos tenham opções melhores em suas casas e para que o país possa usufruir das riquezas geradas pelo esforço de competição”, disse.

Paulo Bernardo elogiou o presidente da Oi, e disse que nunca tinha ouvido falar em banda larga com velocidade de 200 mega. “Já vi velocidade de 100 mega, mas para segmentos empresarias. Na residência não tinha visto ainda”, disse.

Valim respondeu entusiasmado. “Falando para quem entende, 200 mega para jogar videogames é ótimo, você mata os outros antes de eles saberem que morreram”, brincou.

O ministro, no entanto, se permitiu a “dar um pitaco” a Valim, segundo disse. “Tem que apostar na Zona Norte do Rio, tem segmentos com bom poder aquisitivo em todas as regiões do Brasil. Tem espaço para crescer e pessoas vão querer apostar nisso”, disse ele, uma vez que o serviço de IPTV só estará disponível no Rio, num primeiro momento, na Zona Sul da cidade e na Barra da Tijuca, na Zona Oeste.

Segundo Francisco Valim, a Oi investiu em 2012 entre R$ 4 bilhões a R$ 4,5 bilhões em sua rede, incluindo o novo serviço de IPTV.

A TV por assinatura transmitida por sinal de internet da Oi tem pacotes de R$ 199,80 para 100 canais e internet de 50 Mbps e de R$ 209,90 para 131 canais e internet de 100 Mbps. Os primeiros 5 mil clientes vão ganhar a velocidade de internet contratada em dobro.

Valim explicou que cada assinante terá cinco pontos gratuitos com canais básicos. A IPTV da Oi tem acesso direto da televisão para redes sociais, permitindo ao usuário curtir ou comentar o programa assistido. Tem ainda uma locadora com 5 mil horas de conteúdo, além de karaokê. Outra novidade é o portal infantil, com conteúdo exclusivo para as crianças. É o primeiro de uma série de portais personalizados, anunciou Valim. A grade de programação é similar à da Oi TV, serviço que continuará sendo oferecido em paralelo à Oi IPTV.

Redação Minha Operadorahttps://plus.google.com/112581444411250449571
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários