Teresina lidera ranking com pior a distribuição de antenas de celulares

Teresina é a capital brasileira com a pior distribuição de linhas de telefonia móvel por antena. Com base em dados da Agência Nacional de Telecominicações (Anatel), são 11.634 clientes por antena, enquanto a média nacional por operadora fica em torno de 7 mil por antena.

A interpretação e o cálculo foram realizados pelo Jornal Folha de São Paulo e publicadas na edição desta terça-feira (07). 

Em segundo lugar, no levantamento, está Porto Velho (RO), com 10.692 clientes por antena e, em terceiro aparece São Luis (MA), com 10.647.

A sobrecarga de ligações leva as operadoras a tomarem medidas de gerenciamento para evitar sobrecarga. Por isso tantas reclamações em relação ao corte das ligações. Quando atingem um nível alto de congestionamento, os equipamentos ganham um aumento de capacidade.
Após decisões judiciais, as operadoras foram impedidas de comercializarem novos chips em vários estados. No Piauí, a TIM ficou impedida de vender novos chips a partir do dia 23/07. Dois dias depois, o Procon pediu a suspensão para a Oi e Claro.

O Estado possui 3.588.538 linhas habilitadas entras as modalidades pré e pós pago com aproximadamente 600 torres instaladas pelas quatro operadoras de telefonia celular que atuam no Piauí.

COMPARTILHAR EM:


About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários