19/07/2024

Teles dizem que responsabilidade para aumentar velocidade da banda larga não é só delas

Os presidentes da Oi e da Vivo acham que somente em uma parceria com o governo federal conseguirão oferecer o PNBL a 10 ou 12 Mbps, como quer o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo.
No entender de Francisco Valim, da Oi, para que as empresas privadas consigam aumentar esta velocidade para todos os municípios brasileiros, será preciso uma coordenação com o governo na construção de backbones e backhauls de maior capacidade, para atingir esta meta. “A Coreia é menor do que o Rio de Janeiro”, observou o executivo, para lembrar o tamanho do desafio brasileiro. A Coreia é sempre usada pelo governo como exemplo de massificação da banda larga bem-sucedido.

Antonio Carlos Valente, por sua vez, observou que as empresas já oferecem velocidades bem mais altas nos mercados competitivos, mas não poderão arcar com este desafio sozinhas se tiverem que incluir esta meta no PNBL.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários