Próxima tecnologia, 4G dá primeiros passos no País

Mesmo com o 3G ainda em fase de massificação, a tecnologia seguinte já dá os primeiros passos para chegar ao Brasil. Por meio do leilão da Anatel marcado para o próximo dia 12 de junho, as operadoras nacionais já poderão garantir o novo serviço, que, hoje, já possui redes instaladas em 39 países.

A novíssima modalidade leva vantagem em relação à anterior por apresentar velocidades de conexão muito maiores. A previsão é de que o 4G torne popular conversas via vídeo-chat – que são muito presentes em filmes de ficção científica, mas, na realidade, mal existem -, além de conteúdos em alta definição e transmissão em HDTV.

No Brasil, a Vivo diz já trabalhar, em todo o País, com a tecnologia intermediária entre 3G e 4G, o HSPA+, também conhecido como 3G Plus, que aumenta as taxas de transmissão de dados. Sem adiantar participação no concurso, a empresa afirma ter “total interesse em lançar o 4G”, mas ressalta que, por enquanto, seguirá investindo na ampliação e melhoria da rede de 3G em sua área de cobertura.

A TIM afirmou que está pronta para o 4G e já confirmou a sua participação no leilão. “A infraestrutura da companhia está cada vez mais forte, integrando a rede móvel com a fibra para seguir crescendo em dados, através da estratégia de oferecer internet para todos, com 3G, WiFi, HSPA+ e 4G no futuro”, destaca a empresa.

A Claro se limitou a informar que ainda está avaliando o edital do leilão das frequências de 2,5GHz da rede 4G.

E a Oi não comentou o tema em questão.

Ampliação das antenas

Recentemente em visita a Fortaleza, o presidente da Oi, Francisco Valim, afirmou que, caso a cidade não amplie sua rede de antenas, será impossível implementar novas tecnologias. “Fortaleza pode ficar sem o 4G por falta de torres”, avaliou.

Compatibilidade

Além da questão estrutural, para que toda a população possa aproveitar as vantagens da rede 4G, smartphones de ponta ainda precisarão ficar mais acessíveis em termos de preços.

Poucos aparelhos atualmente, toleram a nova geração da telefonia móvel. Mas isso vem, pouco a poucos, aumentando. No início de 2011, somente oito modelos de celulares tinham acesso ao 4G. Já no primeiro trimestre de 2012, o número já saltou para 64, oito vezes mais. Nesse contexto, há ainda 31 tablets adaptados para funcionar com a rede do futuro.

No entanto, o número de opções desses aparelhos vem crescendo na mesma proporção das redes 4G pelo mundo todo. Em dezembro de 2009, apenas a Suécia e a Noruega já operavam, comercialmente, com o 4G. Hoje, mais de 30 países já aderiram ao sistema. Alguns deles, inclusive, já contam com mais de uma opção de operadora com o serviço. Além das já instaladas, vale ressaltar que existem ainda outras 312 empresas pelo planeta investindo nas redes da 4ª geração de telefonia, o tal aguardado 4G.

No UOL Play você encontra filmes, séries, desenhos, shows e esportes ao vivo. Além disso, alugue os títulos que acabaram de sair do cinema. Clique e experimente por 7 dias grátis!

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
0 0 voto
Nota para o redator
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários