Novamente, Câmara cobra melhorias no sinal de telefonia móvel

O excesso de reclamações dos usuários e até campanhas nas redes sociais motivaram a Câmara de Vereadores de Criciúma a convocar mais uma reunião a fim de discutir o sinal de telefonia móvel no município, ou melhor, esclarecer dúvidas sobre a péssima qualidade do serviço prestado pelas operadoras aos consumidores. Requerimento do presidente da Câmara,Antônio Manoel (PMDB), e com aprovação por unanimidade na sessão de ontem à noite, a nova reunião com representantes das prestadoras está marcada para o dia 14 de maio.

As discussões em torno do assunto são antigas e voltam à tona após aprovação, em outubro do ano passado, do projeto de alteração de lei de autoria do vereador Itamar da Silva (PSDB). “A lei aprovada em 2000 vetava a colocação de antenas a menos de 300 metros de uma residência. Não sou defensor dessas empresas de telefonia móvel, mas é preciso admitir que elas não tinham culpa, havia interesse por parte delas para melhorar a qualidade do serviço, mas nada podia ser feito por causa da lei anterior”, conta Silva. Com a alteração aprovada pelos vereadores, agora o limite de distância entre uma antena e uma residência passou de 300 metros para 30 metros.

Conforme está constatado pela Divisão de Planejamento Físico-Territorial (DPFT) da prefeitura de Criciúma, seis pedidos de regularização de antenas e mais cinco para novas instalações foram protocolados no município nos últimos cinco meses, após a mudança na lei. A informação passada pela arquiteta do DPFT, Tânia Maria Barcelos Nazari, é de que todos os processos já foram aprovados pela prefeitura e agora dependem apenas da liberação de licença ambiental da Fatma. Feito isto, os novos equipamentos devem ser instalados em cerca de dois meses, o que vai melhorar o sinal, acredita-se, de forma significativa.

O setor empresarial também é afetado – A Associação Empresarial de Criciúma (Acic) espera por estas mudanças há bastante tempo. A má qualidade do sinal de telefonia móvel prejudica os negócios, como explica o vice-presidente da instituição, César Smielewski. “A Acic é o agente que mais faz cobranças visando o empresariado. Os serviços de telefonia são fundamentais para os negócios, pois ligações importantes e negociações via internet são feitas diariamente. Assim como as rodovias são as vias físicas que facilitam os negócios, as vias digitais também estão neste patamar e precisam funcionar de acordo com a demanda”.

O que dizem as prestadoras:

Claro – Em Criciúma, estão em andamento obras para ampliação da capacidade da rede, com previsão de construção de um novo site e melhorias em dez antenas existentes. Além disso, recentemente, a Claro adequou toda a sua rede para a tecnologia HSPA+, que possibilita três vezes mais velocidade na transmissão de dados. A nova tecnologia lançada nacionalmente pela Claro permite que todos os clientes 3G da operadora passem a utilizar a rede HSPA+ sem custo adicional, podendo navegar com mais rapidez na internet em mais de 700 municípios do Brasil. No caso das antenas em Criciúma, os investimentos já estão em andamento. E no caso do HSPA+ os investimentos foram concluídos nacionalmente.

Oi – Em quase três anos de atuação no estado, a Oi aumentou sua cobertura 2G e 3G. A cobertura 3G foi estendida para nove municípios, entre eles Criciúma, onde a empresa investiu fortemente em 2011 com melhoria na cobertura 2G e 3G nos bairros Próspera, São Luiz, Rio Maina, Naspolini, Quarta Linha, Verdinho e na área central. A cidade de Criciúma também foi contemplada com mais 1.024 portas Oi Velox de fornecimento da internet banda larga somente no último mês de março, ou seja, 10% das 11.232 portas implantadas em todo o estado no mês passado pela Oi. Com o investimento, o município passou a ter 19.200 portas Oi Velox.

TIM – Para o município de Criciúma, a companhia tem planos de expansão e melhoria da qualidade de sinal. Está previsto, ainda para 2012, a instalação de seis novos sites com a tecnologia 2G e 16 com a tecnologia 3G. Esse investimento significa um aumento de 40% para a capacidade de tráfego já existente na cidade. O prazo para instalação dos novos sites está, em grande parte, condicionado às licenças, tanto de construção, quanto ambientais. As cidades de Tubarão e Içara também receberão sites com as tecnologias 2G e 3G. Na região de DDD 48, localidade a qual Criciúma está inclusa, a Tim detém 48,58% do mercado ou 1.266.905 milhões de acessos. 

Vivo – Até a postagem desta matéria a Vivo não enviou as informações solicitadas no início do mês de abril.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.


COMPARTILHAR EM:

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários