Cinco fabricantes são aprovados nos testes da Oi em LTE

A Oi realizou com sucesso testes com a tecnologia LTE em cinco cidades do estado do Rio de Janeiro, em cada uma com equipamentos de um fabricante diferente. O trial ocorreu em Cabo Frio (Alcatel-Lucent); Araruama (Huawei); Teresópolis (Ericsson); Itaguaí (Nokia Siemens); e Macaé (ZTE). Todos os cinco fabricantes obtiveram resultados satisfatórios, segundo uma fonte da operadora, principalmente no que diz respeito ao alcance do sinal e velocidade. Houve apenas um caso excepcional de um fabricante cujo sinal alcançou 4 Km mantendo-se uma velocidade de 8 Mbps na borda, mas seu nome não foi revelado. Fora isso, de maneira geral, os resultados foram bem similares, garante a fonte, o que leva a crer que o diferencial na hora de escolher os fornecedores acabará sendo o preço e o relacionamento com a empresa.

Os testes envolveram mais de cem profissionais e consistiram em três etapas. A primeira foi de compliance, incluindo testes de latência, medições do throughput (taxa de transferência) para usuário único e capacidade da célula (número de usuários conectados a um site). A segunda etapa foi de testes especiais, principalmente de compartilhamento de RAN (Radio Access Network). Por fim, a terceira etapa envolveu avaliações em ambientes outdoor. Os testes também analisaram a performance do IMS e da transmissão, dentre outros parâmetros. Trabalhou-se com a frequência de 2,6 GHz, que será leiloada em junho pela Anatel. 

De acordo com a fonte, o maior desafio técnico para a instalação do LTE permanece sendo o backhaul, pois os sites demandam uma capacidade de transporte da ordem de 200 Mbps, o que é até dez vezes mais que nos sistemas 3G.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.


COMPARTILHAR EM:

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários