Reorganização da Oi está por concluir um ano após entrada da PT

Condições operacionais estão reunidas, mas brasileira tem de investir para se tornar mais competitiva. Reorganização deverá ser concluída até Março.

Cumpre-se amanhã um ano da formalização da entrada da Portugal Telecom (PT) no capital da operadora brasileira Oi, através da compra de uma posição de 25,6%. No entanto, um ano depois, a reorganização societária da empresa brasileira ainda está por concluir. O processo, anunciado a 24 de Maio passado, deveria estar fechado até ao final de 2011 mas acabou por derrapar para o primeiro trimestre deste ano. O atraso tem impacto não apenas na simplificação da estrutura como também na definição da política de dividendos da Oi (que também detém 7% da PT), o que afecta directamente a empresa portuguesa.
O trabalho, do ponto de vista operacional e de diagnóstico, já estará concluído e depende agora da execução, apurou o Diário Económico. A PT participou na criação do Comité de Engenharia, Redes, Tecnologia, Inovação e Oferta de Produto da Oi – liderado pelo presidente executivo da empresa portuguesa, Zeinal Bava -, que tinha como objectivo analisar a Oi e criar um plano de desenvolvimento operacional.
A reorganização societária da brasileira está, sobretudo, direccionada para o mercado de capitais e simplificação da presença em bolsa. Em causa está a integração das acções de três empresas cotadas na Oi, a única empresa a permanecer cotada. Paralelamente, as acções passarão de sete para duas classes. Apesar desta reestruturação não estar directamente ligada ao desenvolvimento operacional da Oi, a simplificação permite uma maior transparência junto do mercado, sinergias e rapidez na gestão da empresa.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.


COMPARTILHAR EM:

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários