Inscrições para o edital nacional do Conexão Vivo terminam na sexta-feira

Com 12 categorias, o edital engloba todo o
setor produtivo da música e suas interfaces com o audiovisual. As
inscrições podem ser feitas pelo portal do programa.

Terminam na sexta-feira, dia
16 de dezembro, as inscrições para a seleção de projetos culturais a
serem patrocinados em 2012 pelo Conexão Vivo, programa que integra a
política cultural da empresa Vivo.  Pessoas físicas e jurídicas podem se
inscrever por meio do portal
http://www.conexaovivo.com.br/editais.
Visando democratizar o acesso e distribuir
os recursos por todo o país, serão financiados projetos de pequeno e
médio porte. Para os projetos de pequeno porte, o orçamento total deverá
ser igual ou inferior a R$ 100 mil. Os projetos de médio porte poderão
ser contemplados desde que seu orçamento total se enquadre entre R$ 100
mil e R$ 800 mil, incluindo recursos incentivados e contrapartida
obrigatória, quando for o caso.
Os projetos selecionados serão financiados
por meio das Leis Estaduais de Incentivo à Cultura (LEICs) e Lei Federal
de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet). As ações dos projetos poderão ser
realizadas em território nacional ou estrangeiro, a partir de 2012,
atendendo às exigências da legislação. Cada proponente poderá inscrever
até 2 (dois) projetos, em inscrições separadas, em quaisquer áreas ou
subáreas do Edital.
Os projetos somente serão aceitos mediante cadastro no portal do Conexão Vivo,
com a criação de um perfil, preenchimento da ficha de inscrição e
upload dos arquivos solicitados. Os pedidos que cumprirem todos os
requisitos irão receber a confirmação com um número de protocolo. Todo o
processo é online, não exigindo envio de material físico.
O Conexão Vivo trabalha com o
compartilhamento de informações, tecnologias, recursos humanos e
financeiros para o fortalecimento de ações conjuntas que possam
beneficiar e fortalecer o indivíduo e a sua rede de trabalho.
Áreas de atuação
O Edital de Projetos Incentivados – Conexão Vivo 2011/2012
têm grande abrangência quanto aos tipos de projetos a serem apoiados.
Entre as 12 categorias previstas no edital, estão: pesquisa; formação e
qualificação do setor musical; estúdio; produtos em CD, DVD e LP;
distribuição (formas de distribuição musical física, digital, remunerada
e para fins de divulgação); veiculação (programas de rádio, TV, web e
para dispositivos móveis); blogs, sites e portais (criação e
manutenção); comercialização de produtos; circulação de shows e turnês;
festivais e mostras; feiras; premiações e ainda registros audiovisuais
(longas, médias e curtas-metragens em formato de documentário ou
ficção), entre outras.
A abrangência da área do audiovisual
refere-se a produção de conteúdo e exibição de registros relacionados à
música por meio de curtas, médias e longas metragens, bem como a
produção de videoclipes, registros em DVDs musicais, filmes de animação e
afins. A exibição dos produtos resultantes poderão ser viabilizadas em
todos os meios (web, celular, TV, cinema etc.) e/ou transformada em
produtos de comercialização direta ao consumidor final.
Mais dois editais específicos serão lançados
em dezembro, reforçando a expansão da atuação do Conexão Vivo na área
de audiovisual. Um destes novos editais a serem anunciados é o Movida,
um concurso de seleção de videoclipes produzidos no país, que receberão
prêmios por meio da escolha de um júri especializado e votação popular.
Outro edital que será aberto é o Conexão Vivo Animações.
Em sua terceira edição, tem por objetivo estimular a produção de obras
audiovisuais de animação, explorando a conexão entre música e imagem, em
suas diferentes possibilidades de linguagem.
Política Cultural – Conexão Vivo
A construção e articulação de redes
culturais nacionais, em diferentes segmentos artísticos, é o foco da
Política Cultural da Vivo, que tem no Conexão Vivo uma de suas
principais iniciativas. Iniciado em 2001 e transformado em plataforma
nacional em 2009, o programa reúne iniciativas de circulação de shows,
festivais independentes, projetos coletivos e associativos para o
desenvolvimento musical, residências criativas, gravação de CDs e DVDs
individuais e coletivos, produção de videoclipes, programas de rádio,
desenvolvimento cultural na web, atividades de qualificação, seminários,
dentre outras.
O princípio de rede do Conexão Vivo está
presente  em todas as etapas do programa. Com base nisso, não se realiza
patrocínio a projetos de forma isolada; priorizamos a inclusão do maior
número possível de agentes criativos em sua plataforma
de beneficiados.
“Nosso intuito é fazer com que os
investimentos da Vivo em cultura representem uma celebração da riqueza e
da diversidade cultural brasileira, permitindo um maior intercâmbio
entre artistas de diferentes localidades. Queremos criar redes que
possibilitem aos diversos agentes culturais a troca de conhecimentos e
experiências, contribuindo para a evolução do mercado cultural
brasileiro”, explica Marcos Barreto, gerente de Desenvolvimento Cultural
da Vivo.
Articulados de forma orgânica, os projetos e
seus integrantes constituem uma poderosa rede pelo desenvolvimento do
setor musical brasileiro. A prova disso é que em 11 anos, após
investimentos de 90 milhões em recursos próprios e incentivados, os mais
de 420 projetos financiados pelo Programa geraram cerca de 1.800
espetáculos assistidos por um público superior a 700 mil pessoas. Cerca
de 350 atividades de capacitação foram realizadas e 270 mil produtos
(CDs e DVDs) foram distribuídos física e virtualmente em todo o país.
“Essa costura entre ações originárias do
próprio programa e iniciativas associadas com foco na capacitação faz do
Conexão Vivo uma grande ação de fortalecimento da engrenagem da música
no páis”, explica Kuru Lima, gestor nacional da plataforma de
investimento em música promovida pela Vivo.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.


COMPARTILHAR EM:

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários