Polícia do RS prende cracker que vendia chips da Oi para ligações internacionais gratuitas

Golpista usava uma senha master para alterar dados de clientes da operadora e quase derrubou os serviços da empresa no RS.

Agentes da Polícia Civil do Rio Grande do Sul prenderam na tarde desta segunda (8) um homem de 25 anos pelos crimes de estelionato, interrupção do serviço de telefonia e venda de dados sigilosos.


De acordo com o Delegado Volnei Fagundes, o cracker (hacker especializado em roubo de dados e invasão de sistemas), vendia dados sigilosos de clientes da operadora Oi para terceiros, vendia chips de celulares capazes de realizarem chamadas internacionais gratuitas e celulares sem identificação do número. No últmo fim de semana, o cibercriminoso, usando de uma técnica conhecida como força bruta, quase interrompeu o serviço de telefonia da empresa.

O delegado afirma ter recebido a denúncia na sexta (05/08) e, após investigações que ocorreram durante o fim de semana, os agentes entraram na residência do suspeito nesta tarde, com a autorização judicial de busca e apreensão. Os policiais encontraram três computadores conectados à áreas restritas da Oi. Com o uso de uma senha gerencial, ele conseguia modificar os chips e dados dos clientes. O homem, que não é funcionário da empresa, foi preso em flagrante.

Ainda nesta tarde, em um desdobramento da ação anterior, os policiais localizaram uma central clandestina de telefonia. No local, foram encontrados diversos equipamentos e centenas de chips de celulares. A central fornecia o serviço gratuito de telefonia a pessoas que serão, agora, identificadas e responsabilizadas, disse a polícia.

* com informações da Polícia Civil do RS

No UOL Play você encontra filmes, séries, desenhos, shows e esportes ao vivo. Além disso, alugue os títulos que acabaram de sair do cinema. Clique e experimente por 7 dias grátis!

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
0 0 voto
Nota para o redator
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários