sábado, 22 de junho de 2013

Anatel divulga resultados das medições da banda larga fixa

O que você achou? 
A exemplo dos resultados registrados em abril, as medições da qualidade da banda larga fixa realizadas em maio em Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo demonstram que as prestadoras do Serviço de Comunicação Multimídia avaliadas alcançaram as metas estabelecidas na regulamentação da Anatel para os indicadores de velocidade instantânea e velocidade média. Embora o cronograma definido pela Agência estabeleça o mês de agosto para o início da divulgação, foram antecipados os indicadores parciais desses estados.

Em relação ao indicador de velocidade instantânea (obrigação de as prestadoras garantirem que a velocidade aferida em pelo menos 95% das medições atinja 20% da velocidade contratada), foram alcançados os resultados detalhados no mapa a seguir.


Quanto ao indicador de velocidade média (obrigatoriedade de as prestadoras garantirem que a velocidade média aferida durante o mês atinja no mínimo 60% da velocidade contratada), foram atingidos os resultados detalhados a seguir.


Desenvolvido desde o final de 2012, o projeto de medição da qualidade da banda larga pretende reunir informações para a adoção de medidas que permitam a melhoria progressiva da qualidade do serviço. Na banda larga fixa, são verificadas a velocidade deupload, a velocidade de download, a latência, a variação da latência (ou jitter) e a perda de pacotes. Para as medições, foram escolhidos, por sorteio, voluntários que se inscreveram por meio da internet.

A partir dos dados registrados pelos medidores (whiteboxes) instalados nos domicílios dos voluntários selecionados, a Anatel identificou, ainda, as velocidades médias das conexões banda larga praticadas pelas prestadoras, conforme o mapa abaixo.




A distribuição dos whiteboxes será concluída, em todo o País, até 31 de outubro, conforme o mapa abaixo.


As medições da qualidade da banda larga móvel tiveram início no Rio de Janeiro e, até o final de outubro, abrangerão todo o País. Diferentemente do que ocorre na banda larga fixa, para as medições da banda larga móvel não há necessidade de voluntários. Como resultado de parceria com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), os medidores que monitorarão a qualidade do serviço serão instalados em escolas atendidas pelo Projeto Banda Larga nas Escolas Públicas Urbanas. Na banda larga móvel, o projeto avalia a taxa de velocidade média e a taxa de velocidade instantânea.

O mapa abaixo aponta o cronograma de instalação dos medidores e divulgação dos resultados das medições da banda larga móvel.