30/05/2024

WhatsApp é o app mais presente na tela inicial do smartphone dos brasileiros

Além do mensageiro, o Instagram e o Facebook são os aplicativos mais presentes na homescreen dos aparelhos celulares brasileiros.

Além de ser um dos aplicativos mais usados para comunicação no país, o WhatsApp é o app que mais aparece na tela inicial dos smartphones brasileiros. A informação é da nova pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box, que estuda o uso dos aplicativos no Brasil. O mensageiro está presente na homescreen de 58% dos aparelhos.

Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images

Na sequência, está o Instagram, presente na homescreen de 58% dos aparelhos e o Facebook (33%). Esses três aplicativos também são os que os brasileiros mais abrem durante o dia, mas o WhatsApp (51%) mantém sua liderança nessa categoria de forma significativa em relação ao Instagram (22%) e o Facebook (3%).

Entretanto, quando se trata do tempo que os usuários passam dentro do aplicativo, o WhatsApp (29%) perde para o Instagram (36%). Nesse quesito, o Facebook (5%) dá espaço para o YouTube (8%), que fica em terceiro.

Quando se trata de variações demográficas, não eram muito perceptíveis no WhatsApp, mas o cenário muda em relação à presença na tela inicial. O aplicativo de mensagem está presente na tela inicial das mulheres (61%) que dos homens (54%). E também é mais comum na tela inicial dos jovens de 16 a 29 anos (64%), que das pessoas de 30 a 49 anos (56%) e daqueles de 50 anos ou mais (54%). Por renda familiar mensal, ele está na homescreen de 60% dos smartphones das classes A e B; 58%, da classe C; e 54%, das classes D e E.

No panorama, os entrevistados são questionados qual aplicativo escolheriam se pudesse ter apenas um seu smartphone, e 46% escolheram o WhatsApp. Mas segundo o estudo, desta vez houve uma queda significativa em comparação com a edição anterior, que era de 52%.

A pesquisa foi feita entre 13 e 22 de março de 2024, com 2.033 brasileiros que acessam a Internet e possuem smartphone, respeitando a proporção por gênero, faixa etária, renda familiar mensal e distribuição geográfica pelo Brasil. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários