30/05/2024

Apple alerta usuários de 92 países sobre ‘ataque mercenário’ no iPhone

Segundo comunicado, a Apple detectou ser alvo de um ataque, cujo malware tenta comprometer remotamente o sistema do celular.

A Apple emitiu uma notificação de urgências para usuários de iPhone em 92 países sobre um possível “ataque spyware mercenário“. O comunicado diz que estes usuários poderiam ser vítimas de uma tentativa de invasão ao dispositivo, e que esses invasores tentaram “comprometer remotamente” o sistema do celular ao tentar obter acesso ilegal ao telefone.

Segundo o comunicado, a ação cibercriminosa seria sofisticada e rara, onde o malware é direcionado para alvos específicos, como pessoas ligadas a governos ou opositores de regimes.

“Tais ataques são muito mais complexos do que atividades criminais cibernéticas comuns e malware direcionado a consumidores, já que as pessoas por trás dos ataques de spyware mercenário usam recursos excepcionais para atingir um número muito pequeno de indivíduos”, diz a empresa.

A Apple explicou que detectou ser alvo de um ataque de spyware mercenário que está tentando comprometer remotamente o iPhone associado ao seu ID Apple. “O ataque possivelmente atinge você por causa de quem você é ou o que você faz. Embora nem sempre seja possível ter certeza absoluta na detecção desse tipo de ataque, a Apple confia fortemente nesse aviso — por favor, leve ele a sério“, diz a notificação.

Para levar maior proteção aos usuários de iPhone, a fabricante destacou em seu site oficial um tutorial de como proteger os dispositivos contra spyware mercenário com o modo de bloqueio. A proteção extrema só deve ser usada se acreditar que pode ter sido alvo de um ciberataque altamente sofisticado.

A companhia também recomenda que o usuário mantenha seu aparelho com a versão atualizada do iOS, assim como protegê-lo com código PIN de segurança, adotar a verificação em dois fatores para a conta e não repetir a senha em outros serviços.

A Apple emite notificações sempre que enfrenta situações semelhantes a esta. Em 2021, emitiu alerta envolvendo o Pegasus, um software espião que permitia o acesso a arquivos, mensagens e dados pessoais. Em 2023, a empresa alertou usuários de vários países sobre “ataques patrocinados por um governo”, sem detalhar o ocorrido.

Desde 2021, a Apple já emitiu diversas notificações como essas. Ao total, a companhia alertou usuários em mais de 150 países até o momento. A empresa não divulgou detalhes dos usuários atacados e a lista de países envolvidos no alerta. De acordo com o jornal The Economic Times, a Índia é uma das nações afetadas pela possível invasão.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários