21/02/2024

Meta sugere criar versão paga do Facebook e Instagram; entenda

Proposta da Meta para o Facebook e Instagram é uma sugestão da empresa para driblar algumas regras de privacidade.

As redes sociais Facebook e Instagram, pertencentes à empresa Meta, estão considerando a possibilidade de oferecer uma opção paga que permitiria aos usuários desfrutar das plataformas sem a presença de anúncios. Essa informação foi divulgada em um relatório do The Wall Street Journal.

Instagram e Facebook

A Meta apresentou uma proposta aos reguladores europeus para introduzir uma assinatura mensal, que permitiria aos usuários a escolha de uma experiência sem anúncios enquanto utilizam as redes sociais.

Aqueles que optarem por não adquirir essa assinatura ainda poderão utilizar os aplicativos gratuitamente, porém, concordarão em continuar sendo expostos a anúncios personalizados durante sua navegação nas plataformas. Vale explicar que essa atualização, se acontecer, será na Europa.

Como devem ser os planos

A empresa Meta está atualmente considerando a implementação de planos de assinatura para seus serviços quando acessados através de dispositivos desktop, assim como por celulares. Esses planos, denominados SNA (Subscription No Ads), visam oferecer uma experiência livre de anúncios para os usuários. Aqui estão os detalhes desses planos:

Para desktop:

  • A Meta está propondo uma taxa mensal de cerca de 10 € (equivalente a aproximadamente R$ 53,25) para o uso de uma conta do Facebook ou Instagram em computadores.
  • Além disso, haverá a opção de vincular contas adicionais, e cada uma delas teria um custo adicional de cerca de 6 € (aproximadamente R$ 31,95).

Para dispositivos móveis:

  • Para usuários que acessam o Facebook e o Instagram por meio de dispositivos móveis, o preço inicial seria de 13 € (aproximadamente R$ 69,23) por mês.
  • Esse preço mais alto para dispositivos móveis se deve às comissões cobradas pelas lojas de aplicativos da Apple (iOS) e do Google (Android) para transações in-app.

É importante destacar que esses planos estão em fase de proposta e foram compartilhados com os reguladores de privacidade da União Europeia (UE) para obter feedback e contribuições.

A Meta planeja levar em consideração as opiniões das autoridades regulatórias da UE e, dependendo do feedback recebido, planeja lançar esses planos nos próximos meses para usuários europeus. Essa medida busca oferecer aos usuários uma alternativa de assinatura para desfrutar de uma experiência sem anúncios em suas plataformas de mídia social.

A escolha que os usuários teriam envolveria decidir entre pagar pelo uso do Instagram e do Facebook sem a exibição de anúncios ou utilizar as plataformas de forma gratuita, mas permitindo que suas atividades fossem rastreadas para que anúncios personalizados pudessem ser exibidos a eles. Para aqueles usuários que não desejam pagar e também não querem que seus dados sejam utilizados dessa maneira, a opção mais sensata seria desativar suas contas no Facebook ou procurar por alternativas em outras plataformas.

É importante destacar que esses planos propostos pela Meta provavelmente não estariam disponíveis em outras regiões, como os Estados Unidos. A Meta está lançando essa proposta especificamente para contornar as exigências de privacidade estabelecidas pelos reguladores da União Europeia. Na Europa, os reguladores têm exigido que serviços e plataformas obtenham o consentimento dos usuários antes de coletar seus dados para personalizar anúncios, além de oferecer a opção de desativar essa funcionalidade.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários