05/04/2024

Desktop assina contrato de financiamento milionário com o BNDES

Recursos serão utilizados na aquisição de equipamentos de telecomunicação e cabos de fibra óptica desenvolvidos ou produzidos no Brasil.

Por meio de Fato Relevante, a Desktop anunciou ao mercado que fechou um contrato de financiamento com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no valor de R$ 50 milhões, cujos recursos são direcionados para o investimento em rede e fibra óptica do provedor de serviços de internet (ISP). Parte do montante também será destinado ao capital de giro da empresa.

Com o acordo que foi celebrado na segunda-feira (09), a empresa pretende adquirir equipamentos de telecomunicações e cabos de fibra óptica desenvolvidos ou produzidos no território brasileiro.

Os recursos são do Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações (Funttel), do qual o banco público é agente financeiro. “A estimativa é de que 150 mil novos clientes sejam conectados na rede da Desktop, em mais de 5 mil quilômetros de fibra instalada, o que deve compreender 80 municípios atendidos”, afirmou o BNDES, em comunicado.

“O financiamento permitirá a expansão da infraestrutura de acesso à internet de maior qualidade para diversos municípios, com o uso de equipamentos produzidos no Brasil, estimulando a inovação e a competitividade da indústria nacional de telecomunicações”, contextualizou o diretor de Desenvolvimento Produtivo, Inovação e Comércio Exterior do BNDES, José Luis Gordon.

No contrato de financiamento ficou acordado a taxa de juros TR 226 acrescida de até 4,36% ao ano, sendo que o prazo de carência é de até 36 meses, a critério da companhia. Além disso, o prazo da operação é de até 120 meses. A Desktop se comprometeu, como garantia da operação, com a cessão fiduciária de fluxo de recebíveis equivalente a 130% do valor da primeira prestação do serviço da dívida, durante o período de carência até o primeiro mês de amortização.

Além disso, a partir do segundo mês de amortização, a Desktop se comprometeu também com 130% do valor da última prestação vencida do serviço da dívida, incluindo os valores referentes ao principal, juros e demais acessórios. A empresa ressaltou que os desembolsos estão sujeitos ao cumprimento de determinadas obrigações previstas no contrato com o BNDES.

Aquisição de ISPs

A incorporação de outros provedores de internet é um movimento da Destop para se consolidar no mercado, com o intuito de reforçar as suas operações. Inclusive, executivos da Desktop já declararam que a fusão entre grandes ISP é um caminho natural do mercado. Recentemente, o provedor paulista incorporou a Nettel e a Netion ao grupo. Em ambos os casos, a Desktop já detinha participação majoritária nas empresas.

Outro movimento que a empresa já deu indicativo é o de segregar a infraestrutura de fibra óptica da carteira de clientes, criando, assim, duas empresas independentes, com a possibilidade de vender o ativo de infraestrutura.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários