18/04/2024

Como tornar seus dados mais seguros na internet e evitar golpes

Para evitar ser alvo de roubo ou ter dados vazados, especialista lista alguns cuidados que podem ser tomados pelos internautas.

De acordo com uma pesquisa realizada pela empresa de segurança Tenable, o Brasil é o sexto país com maior número de vazamentos de dados privados em todo o mundo, tendo 815 milhões de dados vazados no total. O uso regular da tecnologia tem aumentado as chances de pessoas serem vítimas de crimes na internet e terem informações pessoais roubadas, que podem ser usadas nos mais diversos tipos de golpes e fraudes.

Entretanto, mudanças simples de comportamento e cuidados extras podem prevenir tais ações criminosas. De acordo com Adriana Saluceste, diretora de Tecnologia da Tecnobank, empresa certificada com a ISO 27.001, de segurança da informação, um dos passos mais importantes para não ter dados vazados é entender um pouco sobre como funciona o armazenamento de informações na era da tecnologia.

“Hoje em dia, é muito raro utilizar qualquer serviço que não exija o compartilhamento de dados pessoais em diferentes níveis. Por isso, é tão relevante entender para que aquela empresa precisa dos seus dados e, principalmente, como ela vai utilizá-los”, afirma.

Com isso, vale ficar atento também nos “termos de uso” que as empresas apresentam aos usuários, pois muitas companhias incluem permissões para o compartilhamento das informações disponibilizadas com outras empresas.

Para evitar ser alvo desse tipos de crime e tornar os dados mais seguros na internet, a especialista lista alguns cuidados.

Com quem seus dados estão sendo divididos

É compreensível que seja cansativo ter que ler aquelas letras miúdas dos termos de uso, mas Adriana Saluceste destaca a importância de ler esses trechos, pois é ali que as plataformas elencam com quem e de que forma podem dispor dos seus dados pessoais. A leitura desses termos é de extrema importância, pois o usuário ficará ciente de quais informações estão sendo usadas e para qual finalidade.

Cuidado com as senhas

Além de escolher senhas fortes, a especialista recomenda o uso de diferentes senhas para cada aplicativo e plataforma que usar. “Quando usamos sempre a mesma senha, estamos dando uma arma poderosa nas mãos dos estelionatários virtuais. Basta que eles descubram aquela chave para fazer um estrago nos mais diversos espaços on-line”, explica Adriana.

Redes públicas

As redes Wi-Fi públicas são um espaço propício para roubo de dados, pois torna os dispositivos mais vulneráveis a possíveis ataques. Com isso, o recomendado é usar redes virtuais privadas, as chamadas VPNs.

Autenticação de dois fatores

A autenticação de dois fatores é uma camada extra de segurança, que embora seja incômodo para muitos usuários, ajuda a proteger os dados, inclusive nos aplicativos de redes sociais e instituições financeiras, de acordo com a especialista. Por isso, é sempre bom ativá-la quando estiver disponível.

Compartilhamento de dados

Saluceste recomenda cuidado ao compartilhar dados sensíveis na internet, além de checar as configurações de privacidade das redes sociais aos quais usa e de outras plataformas. “Procure não compartilhar informações pessoais nesses espaços, por mais inofensivas que elas possam parecer”, explica.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários