16/05/2024

Samsung registra menor lucro dos últimos anos

Crise no setor que a Samsung faz parte fez a empresa sul-coreana viver momento mais difíceis esse ano em relação a sua vida financeira.

A Samsung registrou o menor lucro dos últimos 14 anos, segundo dados divulgados pela própria empresa sul-coreana. A previsão é de uma redução de 96% no lucro operacional em comparação com o mesmo período do ano anterior, devido à desaceleração na demanda por chips semicondutores, à incerteza econômica global e à diminuição nas vendas de eletrodomésticos.

Samsung

A empresa sul-coreana de tecnologia estima que seu lucro operacional no primeiro trimestre de 2023 seja de aproximadamente KRW 600 bilhões (US$ 454,9 milhões), uma queda significativa em relação aos KRW 14,12 trilhões (US$ 10,7 bilhões) alcançados no mesmo período de 2022. Isso corresponde a cerca de R$ 2,2 bilhões e R$ 54,1 bilhões, respectivamente, de acordo com a cotação atual.

Além disso, a receita da empresa também teve uma queda de 19% em relação ao ano anterior, totalizando KRW 63 trilhões (US$ 47,77 bilhões). Os números finais de ganhos e lucros da Samsung ainda não foram divulgados pela empresa, mas a previsão é de que sejam apresentados no próximo relatório fiscal.

O setor de chips semicondutores da Samsung, que está sob a supervisão da divisão de Soluções de Dispositivos, tem sido uma fonte significativa de lucros para a empresa nos últimos anos. No entanto, no primeiro trimestre de 2023, a divisão enfrentou perdas consideráveis, totalizando cerca de KRW 4 trilhões (aproximadamente US$ 3,03 bilhões).

Os dados divulgados pela empresa sul-coreana revelam que essa é a primeira vez em 14 anos que a divisão de semicondutores da Samsung registra perdas. Essa queda foi principalmente causada pela redução na demanda por chips semicondutores, como SSDs e DRAMs.

Queda na demanda por chips tem sido um problema para todo o mercado, muito além da Samsung

Empresas ao redor do mundo têm enfrentado uma diminuição na demanda por chips semicondutores, levando a uma redução nos gastos com a aquisição de chips para servidores e infraestrutura de nuvem. A Samsung optou por manter sua produção de chips, mas isso resultou em um excesso de estoque.

Embora seja um problema sério para a Samsung, não é exclusivo dessa gigante sul-coreana. Outros concorrentes no setor de fabricação de chips, como Micron e SK hynix, também enfrentaram reduções significativas nos lucros. 

A Samsung está enfrentando sua primeira grande perda em seu negócio de semicondutores desde a crise financeira global de 2008. A empresa anunciou que está ajustando sua produção de chips para um “nível significativo” a fim de resolver o excesso de estoque e evitar uma queda nos preços dos chips de memória. A Samsung prevê que o mercado global de chips diminuirá em 6%, para US$ 563 bilhões, e espera enfrentar desafios ao longo do ano.

1 COMENTÁRIO

Se inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Mais Votados
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários