24/02/2024

Funttel vai investir mais de R$ 1 milhão em projetos de inovação

Ministério das Comunicações, que faz parte do Funttel, permitiu o repasse desse dinheiro para investimentos no setor.

O Funttel – Conselho Gestor do Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações, vai investir R$ 1,15 bilhão em projetos de inovação no setor. Esse conselho conta com a participação do Ministério das Comunicações, o MCom, que autorizou o repasse do dinheiro entre 2023 e 2025.

Funttel

Segundo o ministro das Comunicações, Juscelino Filho, é crucial que haja um grande investimento para que o setor de telecomunicações brasileiro possa se desenvolver. 

Ele explica que esses recursos serão destinados para linhas de crédito que possibilitem a expansão de redes, ampliação da capacidade produtiva de fabricantes nacionais e para projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação.

“São recursos destinados a linhas de crédito para a expansão de redes, ampliação da capacidade produtiva de fabricantes nacionais e para projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação”.

Como o Funttel fará o repasse financeiro e quem se beneficiará

Os Planos de Aplicação de Recursos da Fundação Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD), da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) são os beneficiários dos recursos do Funttel. 

Para o ano de 2023, está previsto um investimento de R$ 316,3 milhões. Para os anos de 2024 e 2025, os repasses serão de R$ 424,8 milhões e R$ 418,6 milhões, respectivamente.

O BNDES receberá um total de R$ 686,3 milhões, dos quais R$ 186 milhões serão repassados ainda este ano. Esses recursos serão destinados a programas que incluem a compra, comercialização e exportação de equipamentos com tecnologia desenvolvida no Brasil e soluções de Internet das Coisas (IoT).

O Finep, por sua vez, receberá R$ 411,8 milhões do Funttel, dos quais R$ 111 milhões serão repassados neste ano. Esses recursos poderão ser utilizados para financiar projetos que desenvolvam soluções tecnológicas para infraestrutura de rede, novos produtos, processos e serviços potencializados pela tecnologia 5G.

A Fundação CPqD receberá R$ 61,6 milhões do Funttel para a contratação de dois novos projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação em 2023. 

O primeiro projeto tem como objetivo o desenvolvimento de novas tecnologias em transmissão óptica, visando ampliar a conectividade fora dos grandes centros urbanos. O segundo é o Projeto 5G Saúde, que visa aplicar soluções tecnológicas avançadas, como inteligência artificial, Internet das Coisas e blockchain, em estabelecimentos de saúde.

O Funttel foi criado em 2000 e é gerido por um Conselho Gestor composto por representantes dos ministérios das Comunicações, do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, e da Ciência, Tecnologia e Inovação, além da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), BNDES e Finep. 

O objetivo do Fundo é estimular a inovação tecnológica, incentivar a capacitação de recursos humanos, fomentar a geração de empregos e promover o acesso de pequenas e médias empresas a recursos de capital, ampliando a competitividade da indústria brasileira de telecomunicações.

ViaMCom
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários