12/07/2024

Anatel firma parceria com a UFG para criar ferramenta contra fake news

Ideia da parceria é criar uma solução em blockchain para identificação descentralizada de notícias falsas; saiba detalhes.

Se tornou significativamente mais fácil criar e espalhar “Fake News” nas plataformas digitais. Inclusive, segundo uma pesquisa publicada pelo Poynter Institute com o apoio da Google, quatro em cada dez brasileiros afirmam ler notícias falsas diariamente. Uma das soluções que podem ser usadas contra essa prática é a blockchain.

Nesse caso, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) anunciou uma parceria com a Universidade Federal de Goiás (UFG) para realizar uma pesquisa acadêmica que consiste na criação de uma solução em blockchain para identificação descentralizada de notícias falsas (Fake News).

Em evento organizado pelo Legal Grounds Institute, que aconteceu nesta sexta-feira, 14, Carlos Baigorri, presidente da Anatel, explicou que a pesquisa está sendo comandada pelo Centro de Altos Estudos em Telecomunicações do órgão, que tem à frente o conselheiro Alexandre Freire.

Segundo o presidente da agência, a proposta é que a universidade elabore uma prova de conceito que seja colocada em testes para detectar, de maneira descentralizada, o que seria desinformação. O prazo para essa pesquisa ser realizada é de 12 meses.

Esta seria uma forma de sair da lógica de se ter uma autoridade única dando aquele ‘carimbo’ sobre o que é fake news ou não. Dessa forma, temos uma estrutura descentralizada, uma solução com uma comunidade multissetorial, e ela coloca uma flag [sinalização] no que é potencialmente uma fake news“, afirma.

Carlos Baigorri ainda completa que “Se ficarmos nesse dilema, sobre quem é o dono da verdade, não encontraremos a solução. Nós não acreditamos em uma entidade centralizada. Acreditamos em modelos descentralizados para cuidar desse assunto“.

Sobre o Blockchain

O Blockchain é um sistema digital descentralizado, distribuído, imutável e público usado para registrar informações de uma maneira que é constantemente verificada e re-verificada por todas as partes que as usam, tornando quase impossível alterar as informações após a criação.

A tecnologia não impedirá necessariamente a postagens de informações falsas pelas pessoas, mas o que ela pode fazer, no mínimo, é promover um novo senso de confiança no que é visto online, facilitando o rastreamento e a verificação.

FonteExame
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários