12/04/2024

Wi-Fi Brasil: 265 escolas já contam com pontos de internet, segundo MCom

Pasta afirma que nos primeiros 40 dias de governo, foram entregues 282 conexões de internet em 19 estados.

De acordo com o Ministério das Comunicações (MCom), por meio do Programa Wi-Fi Brasil, alunos de 265 escolas públicas espalhadas pelo país retornaram às aulas em fevereiro com acesso à internet gratuita banda larga via satélite e por conexões terrestres. A pasta afirma que instalou pontos de acesso nestas instituições de ensino no início deste ano.

Foto: Pablo Le Roy/MCom

No total, somente nos primeiros 40 dias de governo, foram entregues 282 conexões de internet em 19 estados. A grande maioria foi encaminhada para municípios na região Nordeste (216).

O ministro das Comunicações, Juscelino Filho, destaca que “Possibilitar que as escolas públicas tenham internet nas regiões em que têm os menores índices de desenvolvimento do nosso país é um dos objetivos do Wi-Fi Brasil. Queremos cada vez mais promover a inclusão digital e social da nossa população, a começar pelas crianças, para que tenham uma educação de qualidade, promovendo desenvolvimento e garantindo oportunidades“.

Em relação aos estados, Piauí conta com o maior número de pontos de internet instalados este ano, com 60 unidades. Em seguida vem o Maranhão, com 44 pontos, Pernambuco (32), Ceará (31) e Bahia (30). A região é prioritária para a política pública de conectividade porque possui os indicadores mais baixos de uso da internet no país, de acordo com dados da pesquisa TIC Domicílios 2021, do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br), e da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD).

Além de atender as escolas, o Programa Wi-Fi Brasil instala gratuitamente e ponto de conexão em locais como assentamentos, Unidades Básicas de Saúde (UBS), comunidades indígenas, quilombolas ou ribeirinhas, além de telecentros comunitários, por exemplo. Lembrando que foram instaladas 17 antenas para apoiar oatendimento humanitário nas Terras Yanomamis.

A conexão é fornecida pelo sinal enviado do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), que foi desenvolvido pelo Ministério das Comunicações com apoio da Telebras e fica em órbita sobre o Equador a 36 mil quilômetros de altitude. Lembrando que o artefato foi o primeiro satélite brasileiro concebido exclusivamente para a transmissão de dados com alta velocidade na banda Ka cobrindo todo o Território Nacional e a Amazônia Azul.

ViaMCom
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários